Amanda Nunes atropela Ronda Rousey em 48 segundos e mantém cinturão no UFC 207

Share it

A leoa brasileira se manteve no topo do UFC ao bater Ronda Rousey. Foto: Divulgação

A leoa brasileira se manteve no topo do UFC ao bater Ronda Rousey. Foto: Divulgação

Para fechar o ano de 2016 com um evento de respeito, o Ultimate colocou grandes nomes de seu plantel no UFC 207, realizado nessa atípica sexta-feira, dia 30, em Las Vegas, no grandioso T-Mobile Arena.

Na luta principal, a arretada baiana Amanda Nunes não respeitou o currículo de Ronda Rousey e aplicou um belo nocaute técnico com apenas 48 segundos de combate, para assim garantir a defesa do seu cinturão peso-galo feminino. Antes, na luta coprincipal, Dominick Cruz perdeu o seu reinado no peso-galo masculino ao ser superado pelo jovem Cody Grabrandt, em duelo de cinco assaltos que se coloca como postulante à vaga de melhor luta deste ano que se encerra.

Ainda no card, os brasileiros tiveram atuação equilibrada. Na parte preliminar, Alex Cowboy acabou em no contest em seu combate, após receber golpe ilegal de Tim Means, e encerrar uma promessa de grande combate prematuramente. Depois, o faixa-preta campeão Pan-Americano de Jiu-Jitsu Antônio Carlos “Cara de Sapato” venceu mais uma no peso médio, ao bater Marvin Vettori na decisão unânime dos jurados.

Já na antepenúltima luta do card principal, o brasuca John Lineker encarou o ex-campeão TJ Dillashaw e se viu enrascado. Com maior volume de jogo e movimentos rápidos, o americano venceu o “mão de perda” na decisão unânime dos jurados. Outro destaque fica para o bonito katagatame de Nico Price sobre Brandon Thatch, na segunda luta da noite.

Confira abaixo o card com resultados completos do evento:

UFC 207
Las Vegas, Nevada
30 de dezembro de 2016

Amanda Nunes venceu Ronda Rousey por nocaute técnico aos 48s do R1
Cody Garbrandt venceu Dominick Cruz na decisão unânime dos jurados
TJ Dillashaw venceu John Lineker na decisão unânime dos jurados
Dong Hyun Kim venceu Tarec Saffiedine na decisão dividida dos jurados
Ray Borg venceu Louis Smolka na decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Neil Magny venceu Johny Hendricks na decisão unânime dos jurados
Antônio Carlos Júnior venceu Marvin Vettori na decisão unânime dos jurados
Alex Garcia nocauteou Mike Pyle aos 3min34s do R1
Niko Price finalizou Brandon Thatch no triângulo de mão aos 4min30s do R1
Alex Oliveira x Tim Means foi declarado no contest (joelhada ilegal)

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *