Lucas Hulk comenta vitória no Charlotte Open e analisa Jiu-Jitsu nos EUA

Share it
Lucas Hulk segue em seu caminho de vitórias nos EUA. Foto: IBJJF

Lucas Hulk segue em seu caminho de vitórias nos EUA. Foto: IBJJF

Lucas “Hulk” Daniel sacudiu a cidade de Charlotte, na Carolina do Norte, durante o Charlotte Open da IBJJF, realizado no último fim de semana. O jovem de 24 usou suas técnicas para garantir o ouro entre os médios.

“Eu lutei com um atleta americano na final, ele é muito duro. Antes da luta, eu vi como ele finalizou seus oponentes rápidos. Tem uma boa guilhotina e um bom wrestling, mas fui preparado, pois tenho parceiros de treino na Atos com o mesmo estilo. Isso facilitou no meu jogo e graças a Deus fui campeão. Fiz uma boa campanha no torneio, tive um ótimo dia de trabalho”, conta Lucas, antes de analisar a derrota na final do absoluto:

“Bom, a final do absoluto foi uma luta de detalhes contra o Fernando Reis. Comecei na frente com dois pontos de queda. Nós já tínhamos punições e, faltando 30 segundos para o final da luta, eu tomei uma punição e meu adversário acabou empatando a luta. Ataquei dois estrangulamentos depois, mas não consegui minhas vantagens. Na minha opinião, foi uma luta de detalhes e não poderia errar. Eu errei e perdi. Méritos ao meu oponente, ele é um atleta duro. Agora é voltar para casa e corrigir os erros, porque semana que vem tem o Las Vegas Pro e vou tentar bicampeonato no Mundial Sem Kimono. Não pode parar!”, diz o faixa-preta.

Antes de competir, Lucas passou uma semana dando seminários na Carolina do Norte. Para o aluno de André Galvão, o Jiu-Jitsu é tratado em outro patamar nos Estados Unidos.
“O Jiu-Jitsu e o atleta são bem valorizado. As academias não são apenas uma academia, aqui é mais do que isso, é um negócio. Os professores das academias estão sempre buscando conhecimento para a evolução dos seus alunos”, revela.

Competidor assíduo, Lucas fala dos benefícios da competição e a importância da boa alimentação para o praticante de Jiu-Jitsu.

“É sempre bom você testar o seu jogo nos campeonatos, para saber como está o seu nível. Além do mais, ajuda a manter o ritmo de competição e também a combater os fantasmas como, a ansiedade, nervosismo e adrenalina. A alimentação é uma parte importantíssima na vida do praticante, é sempre bom deixar o corpo saudável. Eu procuro comer o mais saudável possível. Antes de sair de casa, tento fazer um café da manhã reforçado para ir com bastante energia e durante os intervalos de treino, eu como uma barra de cereal, ou uma fruta, ou shake de proteína”, encerra o campeão.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Pingback: Lucas Hulk comenta vitória no Charlotte Open e analisa Jiu-Jitsu nos EUA – Portal Fight

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *