Rio Open: Erberth e Bia Mesquita faturam absolutos; confira os resultados

Share it
Erberth e Bia brilharam no torneio que marcou a volta do Tijuca Tênis Clube. Fotos: Carlos Arthur Jr.

Erberth e Bia brilharam no torneio que marcou a volta do Tijuca Tênis Clube. Fotos: Carlos Arthur Jr.

Após quase dois anos de sua interdição, o Tijuca Tênis Clube voltou a ser palco dos torneios da IBJJF. Com saídas de emergência devidamente colocadas e algumas mudanças na estrutura do ginásio, o templo histórico do Jiu-Jitsu recebeu o Rio Winter International Open, que rolou de quarta-feira, dia 13, até o último domingo, dia 17.

Foram cinco dias de ação com os melhores competidores da arte suave, na busca do ouro no torneio que já consagrou vários campeões mundias. O nível das lutas estava alto como sempre, e o público que compareceu comemorou.

O domingo, reservado para os faixas-pretas, foi um show de Jiu-Jitsu. Destaque do dia, Erberth Santos (Ryan Gracie) concluiu sua maratona ao faturar o ouro duplo na competição, após finalizar nas duas finais. Pelo título na categoria, Erberth pegou José Júnior (Alliance) no estrangulamento arco e flecha. Já no absoluto, encarou Patrick Gáudio (GFTeam) em aguardado duelo, no qual Erberth finalizou no leglock.

“Consegui impor meu jogo no sábado, finalizando todas as lutas, e na final hoje terminei com uma finalização também. Depois da minha final com o Buchecha no Mundial eu trabalhei muito os leglocks quando o jogo fica embolado, junto com meus treinadores na Almeida Jiu-Jitsu, e está dando certo”, disse o bicampeão absoluto do Rio Open e número 2 no ranking faixa-preta da IBJJF.

Entre as meninas, Beatriz Mesquita (Gracie Humaitá) e Nádia Melo (GFTeam) roubaram a cena. Na final do peso leve, Nádia levou a melhor ao superar Bia nos pontos. Porém, na final do peso aberto, a campeã mundial usou sua arma preferida e finalizou no armlock pelo título.

“Infelizmente deixei o ouro da categoria escapar. Mas o maravilhoso do nosso esporte é saber que cada vez que pisamos na área de luta há um novo começo. Voltei para o absoluto com muito mais vontade, e a vitória veio na minha melhor finalização. Foi incrível estar de volta ao histórico Tijuca Tênis Clube, muitas lendas foram formadas aqui, muitos campeões mundiais. A vibração positiva que existe aqui não tem explicação”, disse após a conquista.

Confira abaixo mais resultados das finais faixa-preta.

Galo
Juan Lopes (PR Team) finalizou Raul Marcello (Ribeiro JJ) no armlock do triângulo

Pluma
Carlos Holanda (Alliance) venceu John Lenno Dantas (NU) por 2 a 0 nos pontos

Pena
Isaque Paiva (Saikoo JJ) venceu Victor Genovesi (Alliance) por 2 a 0 nos pontos

Leve
Júlio dos Anjos (GFTeam) venceu Claudivan Oliveira (Ass. Monteiro) na decisão

Médio
Vinicius Marinho (GFTeam) finalizou Gabriel “Timbó” Procópio (BTT) na kimura

Meio-pesado
Patrick Gaudio (GFTeam) venceu Rodrigo “Pimpolho” Fajardo (GB) por 6 a 2 nos pontos

Pesado
Fernando Reis (Alliance) venceu Vitor Toledo (Atos JJ) na decisão

Super Pesado
Erberth Santos (Ryan Gracie) finalizou José Junior (Alliance) no estrangulamento

Pesadíssimo
Thiago Gaia (GFTeam) venceu Kitner Moura (Ryan Gracie) por 8 a 0 nos pontos

Para conferir os resultados completos do evento, clique aqui!

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Pingback: 10 imagens que resumem o domingo de Rio Open de Jiu-Jitsu - Academia Arcadas Fintness
  2. Pingback: Vídeo: O sorrateiro leglock de Erberth Santos na final do absoluto no Rio Open - Academia Arcadas Fintness

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *