UFC 198: O dia em que Vitor Belfort e Ronaldo Jacaré decidiram treinar juntos

Share it
Ronaldo Jacaré e Vitor Belfort com a turma do camp montado em 2005 para o Pride GP. Fotos: Luca Atalla/GRACIEMAG

Ronaldo Jacaré e Vitor Belfort com a turma do camp montado em 2005 para o Pride GP. Fotos: Luca Atalla/GRACIEMAG

Quanto mais longa a carreira de um lutador, mais chances isto tem de ocorrer. Afinal, o intercâmbio é um acontecimento não apenas normal no mundo do Jiu-Jitsu e do MMA moderno, mas também benéfico para o jogo do atleta profissional, que soma novas armas para o arsenal quando troca informações (e alguns sopapos) com lutadores de outras academias. E ocorre, vez ou outra, de um antigo sparring evoluir e cruzar seu caminho sonhando com um cinturão.

Aconteceu de novo, agora com Vitor Belfort, 39 anos, e Ronaldo Jacaré, 36 anos. Sim, os dois pesos médios brasileiros que se enfrentam no UFC 198, em Curitiba, já foram parceiros de treino por uma temporada memorável.

A equipe GRACIEMAG estava lá, presente na beira do camp. Os primeiros treinos entre Vitor Belfort e Ronaldo Jacaré se deram em março de 2005, em Teresópolis, zona serrana do Rio de Janeiro. Belfort, que em outubro deste ano vai completar 20 anos como profissional, estava escalado para o Grand Prix de pesos médios do Pride (93kg, na organização japonesa).

O carioca precisava reforçar seus treinos após sair da Brazilian Top Team. Com o intermédio do empresário Jorge Guimarães, Vitor subiu a serra rumo à academia do faixa-preta Adilson Bita e atraiu outros nomes fortes do Jiu-Jitsu, como Erik Wanderley, Rodrigo Durok e o então campeão mundial absoluto pela IBJJF (2004), Ronaldo Souza, o Jacaré. Além deles, instrutores de boxe e muay thai foram contratados.

Vitor Belfort e Ronaldo Jacaré treinando juntos. Foto: Luca Atalla/GRACIEMAG (2005)

Vitor Belfort e Ronaldo Jacaré treinando MMA juntos. Foto: Luca Atalla/GRACIEMAG (2005)

Os treinos no chão pegavam fogo, e eram um deleite para fãs e analistas de Jiu-Jitsu. Jaca e Belfort ficavam um bom tempo, também, treinando entrada de quedas e defesa esparramando, para afiar a base de Vitor e evitar que o faixa-preta de Carlson Gracie fosse posto para baixo.

Jaca, por sua vez, tinha duas lutas de MMA na carreira, pelo Jungle Fight, e sonhava com o reconhecimento internacional, que viria rápido. O único refresco nas longas horas de treino eram num rio gelado próximo da academia, onde o time de Belfort curtia uma cachoeira e esfriava a musculatura.

Apesar dos treinamentos duros, Vitor não se deu bem no Pride GP, e perdeu para Alistair Overeem em abril de 2005, em Osaka, capturado por uma guilhotina.

Quem vence o duelo entre os ex-parceiros no UFC de 14 de maio, amigo leitor, pela categoria 84kg? Vitor Belfort ou Ronaldo Jacaré?

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *