Europeu 2016: Barral x Preguiça e Mackenzie x Andresa na final do absoluto faixa-preta

Share it

Preguiça finalizou Alan Finfou nas quartas-de-final do Europeu. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG

Preguiça finalizou Alan Finfou nas quartas-de-final do Europeu. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG

O sábado de Europeu de Jiu-Jitsu esquentou o Ginásio Multiusos de Odivelas, em Portugal. Hoje foi dia dos melhores faixas-pretas do mundo ficarem frente a frente em busca do ouro absoluto no campeonato, e eles deram um show de técnica, como era de se esperar.

E quem se deu bem foi a equipe Gracie Barra, que chegou na final em dose dupla com Romulo Barral e Felipe Preguiça. O professor já revelou, em entrevista para GRACIEMAG, que o objetivo era, de fato, chegar na final com o aluno e fechar o aberto com ouro e prata em casa:

“Foi para isso que eu vim. Meus alunos estavam todos lutando, eu não estava com planos de lutar, mas treinando como sempre. O plano era fechar com o Felipe e deu tudo certo”, disse Barral, que para chegar na final pegou Jackson Sousa (Checkmat) no estrangulamento, mesmo golpe que usou para vencer suas três lutas anteriores no absoluto.

Do outro lado, o pupilo Felipe Preguiça também fez bonito. Para chegar na finalíssima, repetiu a fórmula de Barral e finalizou seus quatro oponentes com o estrangulamento. Na semifinal, ele conseguiu escapar de um justo armlock de Erberth Santos (Ryan Gracie JJ) antes de ir para a finalização.

“Machucou um pouco, mas ele acabou soltando e eu consegui sair. Aí foi na raça. Gosto muito dessa finalização das costas, o arco-e-flecha, e consegui chegar no final e virar a luta. Desde a faixa-branca eu sou assim. Mesmo perdendo eu sempre tento. Acho que você tem que dar tudo na luta e desta vez não foi diferente”, declarou Preguiça.

Outro destaque no aberto vai para o peso-pena Márcio André (Nova União), que recuperado de uma lesão no joelho que lhe afastou dos campeonatos, caiu dentro do aberto e mesmo levinho chegou até as quartas-de-final, no qual sucumbiu para um leglock de Erberth Santos.

Entre as meninas, a final sem fechamento ficou entre as cascas-grossas Mackenzie Dern (Gracie Humaitá) e Andresa Correa (Alliance). Para chegar na final, Mackenzie finalizou Olga Lyashevska no pé, enquanto Andresa desbancou a dura Luiza Monteiro com um leglock.

As finais do aberto rolam neste domingo, dia 24. Fique ligado na nossa cobertura in loco do Europeu de Jiu-Jitsu, com resultados em tempo real no Instagram e no Twitter!

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *