Pupilo de Minotauro encara “Máquina da Dor” no Jungle 85, em SP

Share it
Matheus, com Minotauro e Vander Valverde em sua última apresentação no Jungle. Foto: Carlos Arthur Jr./GRACIEMAG

Matheus, com Minotauro e Vander Valverde em sua última apresentação no Jungle. Foto: Carlos Arthur Jr./GRACIEMAG

Tido como um dos principais nomes da nova geração de atletas do Team Nogueira, equipe liderada pelos irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, o peso-galo Matheus Mattos retorna aos cages neste sábado, dia 23, após um ano e quatro meses desde sua última apresentação oficial, quando nocauteou Allan Dantas no segundo round. O jovem, de 23 anos, está escalado para encarar Eduardo “Máquina da Dor” no card do Jungle Fight 85,no Ginásio do São Paulo Futebol Clube, na capital paulista.

Com duas vitórias na organização presidida por Wallid Ismail, Matheus, que foi um dos participantes da quarta edição do reality show “The Ultimate Fighter Brasil”, se mostra muito confiante para seu próximo desafio no evento. O carioca também afirmou que a participação no TUF o ajudou a ter uma grande evolução como lutador.

“A minha expectativa é a melhor possível, buscando sempre o nocaute ou a finalização. Me dedico ao máximo nos treinos para que eu esteja na minha melhor forma na hora da luta e é assim que estou no momento. Evolui bastante tecnicamente após o TUF, principalmente na parte mental. Participar daquele reality me blindou mentalmente para qualquer desafio”, contou.

Informado há menos de uma semana sobre a troca de seu oponente, Matheus Mattos lamentou a contusão de Bruce Carvalho, até então seu adversário para edição de número 85 do Jungle. Porém, o atleta se diz pronto para enfrentar qualquer um.

“Até uma semana da luta era o Bruce Carvalho, e há poucos dias o Wallid me avisou que trocou o adversário. Minha resposta foi simples, é uma pena o Bruce ter se machucado, mas eu estou pronto para qualquer um no momento. Estou aqui para lutar e nada nem ninguém vai atrapalhar minha chegada ao cinturão do Jungle Fight”.

Com um cartel invicto de oito vitórias, sendo cinco por nocaute, o pupilo dos irmãos Nogueira sonha com voos mais altos dentro da organização e já almeja uma oportunidade de disputar o cinturão de campeão dos pesos-galos.

“Minha preparação foi a melhor possível, pude melhorar meus pontos fracos, aperfeiçoar meus pontos fortes e aprender coisas novas. Meu camping pra essa luta me deixou 120% preparado. Chegar ao cinturão é o meu objetivo agora, está escrito na minha parede que eu vou ser campeão do Jungle. Eu vou chegar lá por mérito, acredito estar preparado para dar o máximo. Minhas performances nos combates dirão por si só se mereço uma oportunidade pelo título. Vamos ver o que o Wallid vai dizer”, concluiu.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *