Coordenador da UAEJJF projeta Grand Slam em Londres: “Será ainda maior”

Share it
Painel no aeroporto de Abu Dhabi. Foto: Dan Rod/ GracieMag

O Grand Slam está de malas prontas para pousar em Londres. Foto: Dan Rod/ Graciemag.com

Em dezembro do ano passado, a HSBC Arena, no Rio de Janeiro, recebeu pela primeira vez o Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour, que antes já havia passado pelo Japão e EUA. O evento da UAEJJF no Rio, que foi um sucesso de crítica e público, serviu como aquecimento para a edição de Londres, Inglaterra, que acontece nos dias 19 e 20 de março, e fecha a temporada 2015/2016 da competição.

Durante o evento no Rio, Gustavo Oliveira, coordenador da UAE Jiu-Jitsu Federation na Europa, comentou sobre o evento na cidade maravilhosa e projetou a edição na Inglaterra.

“A chegada aqui no Rio foi um processo: começou no Japão, depois EUA e logo em seguida veio ao Brasil. Então já chegamos aqui com uma bagagem bem grande, e o trabalho que o Elias Eberhardt, Zé Mario Sperry e Walter Mattos fizeram foi fenomenal. Estamos esperando que o evento de Londres seja ainda maior. Vai ser no mesmo salão onde aconteceu o levantamento de peso nos Jogos Olímpicos, então estamos com um mega projeto para levar o que vai ser feito na Inglaterra para os outros eventos, e levar o Jiu-Jitsu profissional para a Europa a um patamar que nunca existiu”, afirmou Gustavo, que continuou, sem deixar de exaltar os companheiros de coordenação.

“Não é uma coisa fácil, mas ter o apoio da UAEJJF melhora bastante. É muito importante ter caras como o Rodrigo Valério (coordenador geral), o Gutty e o Clark (coordenadores nos EUA), o Taka (coordenador na Ásia), além do pessoal do Brasil, já citado. Me sinto blindado, pronto para trabalhar e levar o esporte adiante”.

Também responsável pelas edições do National Pro na Europa, Gustavo garantiu que a ideia é levar o evento para cada vez mais países, como forma de seguir o plano da organização de difundir a arte suave ainda mais.

“Nesse início de ano, na Europa, teremos eventos na França, Espanha, Inglaterra, entre outros países, e a coisa é plantar a semente em cada país e fazer ela crescer, porque temos objetivos e vamos correr atrás deles”, encerrou.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *