Pérola: Relembre o duelo de Amaury Bitetti e Ryan Gracie no Brasileiro de Jiu-Jitsu

Share it

É impossível contabilizar quantas grandes lutas de Jiu-Jitsu ficaram perdidas no tempo. Algumas delas residem apenas na memória dos mais antigos frequentadores de arquibancadas de campeonatos, mas outras nós conseguimos, com certa dose de sorte, resgatar do esquecimento e trazer à tona.

Hoje, GRACIEMAG relembra um duelo que sacudiu o ginásio do Iate Clube Jardim Guanabara, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro. Foi no Brasileiro de Jiu-Jitsu de 1998, no qual tivemos Amaury Bitetti e seus botes rápidos e potentes, contra o famigerado Ryan Gracie, com a técnica e o coração da família mais casca-grossa do mundo.

Como o duelo se desenrolou? Assista no vídeo abaixo!

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article
  1. Narjara E Gleison Parente at 4:28 pm

    Acabei de ler uma reportagem do Rickson criticando os lutadores de hoje em dia, respeito muito a opinião do samurai, alguem que so nao fez mais pelo jiu jitsu do que o pai dele que criou o bjj, mas não vi diferença nenhuma entre essa luta do ryan vs amaury, que teoricamente são da velha guarda, se comparada com lutas de hj em dia, em termos de garantir pontuação, tentar finalização. Sinceramente, prefiro uma luta do rodolfo vieira vs buchecha, do rafael mendes vs cobrinha, andre galvão vs felipe pena, lutas do kron, enfim. luta boa depende de atleta bom e não de epoca. Assim como existiam grandes atletas e boas lutas antigamente, existiam lutas chatas e amarradas demais. igualzinho aos dias de hoje.

  2. Paulo César Sousa at 6:32 pm

    Nós vivemos num país de viúvas! Tudo antes era melhor. Uso não faz sentido. Nos esportes que tem como comprovar tecnicamente desempenho os atletas de hj são muito superiores. Acho patética essa nostalgia. Bao serei um velho chato pra ficar falando: " na minha época tinha o Roger, Demian, Buchecha etc… cada um no seu tempo

  3. Thiago Franco at 12:53 am

    então você não leu a reportagem ….. ele citou o ponto de vista dele com relação as competições e a perda da eficiência do BJJ como defesa pessoal justamente pelos lutadores se adaptarem aos modelos competitivos e não aos de um combate real na qual o BJJ foi criado.

  4. Isaias Moraes at 5:58 pm

    É natural um saudosismo por parte dos mais antigos e tbm dos ex- campeões. Ps- sensei Hélio não criou o Bjj, ele e a família priorizaram técnicas já antigas para o Vale Tudo. Fazer declarações com tom polêmico vendem sempre. É estratégia para levantar uma bandeira. Creio que há outras formas mais nobres e discretas.

  5. Jayme Pereira Nunes at 2:54 am

    eu entendo o saudosismo. do ponto de vista de publico. os anos 90 foram sem igual! nem adcc enche ginasio da forma que enchia nos anos 90. isso da saudade!
    agora, concordo que, hoje, o jj desportivo esta muito mais tecnico.
    muito muiot muito mais!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *