Vídeo: Gabi Garcia nocauteia Lei’D Tapa em sua estreia no “novo Pride”

Share it

Gabi Garcia começou com o pé direito o seu caminho no MMA, ou será que podemos dizer “com a mão direita”? A campeã de Jiu-Jitsu fez seu debute de luvas nesta quinta-feira, dia 31 de dezembro, no Rizin Fighting Federation, organização derivada do extinto Pride.

O combate começou com susto na brasileira. Um golpe da adversária Seini Draughn, também conhecida como Lei’D Tapa, nos primeiros momentos da luta, assustou o córner e fãs de Gabi. Mas a faixa-preta garruda conseguiu se recuperar bem e voltar ao combate para definir.

Após aplicar uma sequência e ver o último golpe passar no vazio, Gabi usou as costas da mão e conseguiu o knockdown. No solo, estabilizou da meia-guarda por cima e desferiu mais alguns socos para liquidar a fatura por nocaute técnico.

Confira a luta completa e o nocaute de Gabi, aos 2min36s do primeiro round, no vídeo abaixo!

Ler matéria completa Read more
There are 76 comments for this article
  1. Everton Pires at 11:40 am

    Gabi precisa evoluir muito. É nitido que ela nao tem tecnica para trocação. Mesmo assim ta de parabens por ter se recuperado no golpe duro que sofreu no inicio e conseguiu sair com a vitoria. Agora é voltar e treinar mais os erros apresentados.

  2. Fernando Bruno at 12:04 pm

    Galera vamos dar um desconto, primeira luta dela, todos sabem que ela veio do jiu-jitsu, está treinando pra MMA a pouco tempo, e que a evolução na parte em pé demora muito mais que se a transição fosse feita ao contrario, se ela fosse do boxe pro MMA. Fora a adrenalina. Fazer comparação dela com Holm é uma idiotice absurda, Holm treina boxe desde os 5 anos de vida, como seria idiotice comparar o jogo de chão da Holm com o de Gabi. Agora é ela ir melhorando nos fundamentos do boxe e muay thai, e partir pra próxima, até porque sabemos que a carreira dela será curta, primeiro por não ter tantas adversárias do seu peso, e segundo que no MMA a carreira acaba b rápido.

  3. Verlow Woglo Junior at 12:50 pm

    Tem toda uuma preparação, treino, estratégia, mas ficou parecendo que falaram pra ela assim: minha filha, na dúvida, senta a mão na cara dela. Eu espero que essa luta seja a primeira de muitas vitórias, e que ela possa dar muita risada daqui a alguns anos. Mas tem que trabalhar nesse boxe, Gabi! Feliz 2016!

  4. Dougglas Rocha at 1:42 pm

    Descordo ! Não se aprende luta de solo(jiu-jitsu, wrestling) em 1 ou 2 anos amigo…. Se demora 7,8,9, 10 anos !!!! Agora pergunte para qualquer treinador de ponta de luta em pé (boxe ou thai).. Com 2 anos qualquer um que já esteja no meio esta trocando porrada !! Caso nato dos americanos bom de wrestling… 85% dos americanos que estão no UFC vem do wrestling (college e highschool)… A maioria foram ALL-American e até seus 20 anos NUNCAM tinham nem mesmo colocado uma luva nas mãos. A Gabi Garcia obviamente que é muito dedicada, e tem tudo para se dar bem no MMA, porém como no JJ, devido seu tamanho e peso, carreira deve ser curta mesmo…

  5. Head Head at 1:44 pm

    A sorte é que colocaram um boi de piranha na primeiro luta pra Gabi
    Se a outra tivesse um pouco mais de Técnica na trocaçao nocaute
    Luta feia pra CARALEO
    Tem que treinar MUITO

  6. Felipe Souza at 3:27 pm

    E fundamental treinar boxe com velocidade jogo de pernas , para não ficar estabanada, e outra sempre tem que ficar ligada por que se tomar um soco quando se esta estabanada e apagao certo

  7. Fernando Bruno at 6:11 pm

    Dougglas Rocha eu te garanto que e muito maos fácil fazer a migração do boxe pro MMA do pro jiu-jitsu pro MMA, treino jiu-jitsu há 16 anos, sou faixa preta do Rilion Gracie, já lutei MMA e treino boxe, e te provo isso, no MMA você não ver caras como o Demiam Maia lutando em todas as categorias, os caras que vem da trocação aprendem o jiu-jitsu muito mais defensivo e com posições básicas que se aprende na faixa branca, o objetivo e chegar posições dominantes básicas ( montada, costas, cem quilos ou imobilização lateral, meia-guarda, norte-sul, e se manter dentro da guarda no ground pound sem sofrer perigo de finalização, isso é básico no jiu-jitsu. Na trocação é diferente, primeiro que eu passei uns 4 a 6 meses só fazendo escolinha, se fazer combate com ninguém, a não ser que o professor queira te enganar e te falar que tu ta pronto pra lutar 6 meses, depois tu vem com trabalho pra começar a assimilar as sequências que no MMA no máximo 3 combinações, pra não dar muita brecha pro erro, e por ai vai. E muito mais difícil aprender a trocação, relação ao que você falou que se demora até 10 pra aprender jiu-jitsu, eu discordo, o que se demora esse tempo é você chegar ao nível e tempo de ser um bom faixa preta, salve as exceções de alguns que são pretas com bemenos tempo e são fenômenos, como falei acima na branca você aprende todo o básico do jiu-jitsu e quase tudo, nas outras faixas o que você faz e treinar detalhes e variações, o jiu-jitsu feijão com arroz bem feito e bem treinado ganha de qualquer um (tipo Roger Gracie, Pé de Pano, e etc), não precisa fazer coisas mirabolantes não como beribolo e etc. Em relação aos americanos que você diz ser muito bom de porrada 2 anos, eu não conheço nenhum, me refresca a memória, pois todos os melhores trocadores do UFC são oriundos de lutas em pé na trocação, vou citar um westrelling bom aqui, Weidmam, ele não é bom na trocação, usa um boxe feijão com arroz pra derrubar e fazer seu jogo forte, e muito mais outros.

  8. Fabiano Fabiano at 6:30 pm

    Você disse tudo. O estranho è que quem acompanha a Gabi pela sua altura, força absurda e total dedicação aos treinos daria a entender que ela ia quebrar está mulher fácil. Pelo vìdeo vimos que ela não usa as pernas, não soube socar e nem soube usar o que mais sabe que è o jiu-jitsu. Mas è isto venceu na estreia e tem que treinar e estudar mais.

  9. Fabio da Silva at 6:38 pm

    Gabi, parabens pela vitoria, és uma campeã, porem
    Vc pode usar seu jiu jitsu, de forma simples e eficiente
    Fique na paz, lembre-se de utilizar o que vc tem de melhor seu jiu jitsu impecavel e dominante oss.
    Feliz ano novo.

  10. Marcos Aurélio Bjj at 7:31 pm

    Na verdade, ela nunca tinha tomado um soco na cara pra ver como é e com isso não soube assimilar o golpe.
    Quando caiu, ficou mais desesperada ainda pra levantar, pois apesar ser várias vezes campeã no Jiu-Jitsu, seu nível de habilidades não é dos maiores, muitas vezes prevaleceu sua força física do que a técnica.
    Porém, ela está numa excelente escola e tem tudo para evoluir, mas que a luta foi das mais horríveis que já ví foi KKKK
    Quando acabou, ela só faltou dizer "Acabou Jéssica?" kkkk

Deixe uma resposta para Alex Sandro Da Silva Ribeiro Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *