“Mão-de-pedra” finaliza no mata-leão e mantém cinta do Jungle Fight

Share it
Dirlei "Mão-de-pedra" finalizou e manteve seu título meio-pesado do Jungle. Foto: Leonardo Fabri

Dirlei “Mão-de-pedra” finalizou e manteve seu título meio-pesado do Jungle. Foto: Leonardo Fabri

O Jungle Fight 84 deste sábado, em São Paulo, fechou com chave de outro a temporada 2015 da organização. O evento coroou o paraibano Handesson Boy Doido como novo campeão peso-médio (77kg), e manteve o título dos meio-pesados (93kg) no Rio Grande do Sul, com o atleta da Boxer Team, Dirlei Mão de Pedra. Destaque para o belo nocaute de Naldo Silva, que foi informado pelo presidente do Jungle, Wallid Ismail, que vai disputar o cinturão peso-galo com o atual campeão Maike Linhares.

Na principal atração da noite, após boa investida de Marcus Montanha, Dirlei buscou o single leg e jogou o adversário para o chão, onde se sente em casa e conquistou a maioria de suas vitórias. Montanha rapidamente se recuperou e o combate seguiu equilibrado no primeiro round. Novamente buscando o desenvolvimento da luta no solo, Mão de Pedra buscou as costas e castigou Marcus Montanha, que se defendeu como pôde, mas não aguentou por muito tempo. Dirlei encaixou o mata-leão bem ajustado e obrigou Marcus Montanha a dar os três tapinhas. Ao final do combate, Dirlei explicou a estratégia de usar o Jiu-Jitsu para manter o título.

“Queria trocar e me soltar mais, mas a envergadura dele me pegava lá na esquina. Consegui colocar para baixo e acabei mudando o meu jogo. Para muitos parece um jogo chato, mas foi como eu consegui minhas 8 vitórias consecutivas e vem dando certo”, comemorou o campeão.

Handesson ‘Boy Doido’ vence por decisão e fica com o cinturão vago
A primeira disputa por cinturão da noite valia o título vago dos meio-médios (77kg) e trouxe dois atletas invictos para a Arena Jungle.Especialistas em Muay Thai, os dois strikers buscaram a luta em pé o tempo todo e trocaram golpes contundentes durante os dois primeiros assaltos, com ligeira vantagem para o paraibano Handesson. O terceiro round manteve o equilíbrio dos primeiros e, por decisão unânime dos juízes laterais, ‘Boy Doido’ conseguiu manter sua invencibilidade e alcançou a oitava vitória na carreira e levar o sonhado cinturão para a Paraíba.

Alex Canguru vence com facilidade confronto contra argentino
Confronto internacional na Arena Jungle é sinônimo de torcida fervorosa a favor do brasileiro. Para Alex Canguru, atleta do Corinthians, não foi diferente. A energia do público contagiou Canguru, que partiu para dentro do argentino e logo conseguiu o knockdown com um fortíssimo gancho no queixo de Javier. O argentino seguiu sendo castigado e o nocaute virou questão de tempo. E veio ainda no primeiro round. Com pouco mais de 4 minutos de luta, Canguru trabalhou bem no ground and pound e forçou o árbitro a interromper o combate. Excelente atuação do brasileiro, que agora coleciona 7 vitórias e foi derrotado apenas uma vez na carreira.

Caíque Costa perde primeiro round, se recupera e sai com a vitória
A luta entre André Motoca e Caíque Costa mostrou que ambos estão com o Muay thai em dia. Trocação franca e muita movimentação dos pesos-galo, como se espera de dois atletas leves. Mesmo com 14 anos a menos que Motoca, Caíque, de apenas 22 anos, mostrou personalidade ao mudar a história do confronto. Natural da Bahia e atleta da Champion Team, o jovem lutador perdeu o primeiro assalto, mas conseguiu dominar os demais rounds ficou com a vitória por decisão unânime dos juízes laterais.

Sassarito tem boa atuação e pede chance pelo cinturão
Michel Sassarito provou que está em excelente fase. O atleta de Manaus entrou na Arena Jungle e foi logo para cima de seu adversário, o paulista João Paulo Melo, que pouco pôde fazer. Aproveitando-se da maior envergadura, Sassarito encaixou uma bela sequência de golpes e conseguiu o nocaute com pouco mais de 2 minutos de combate. Excelente atuação do manauara, que saiu da Arena pedindo uma chance pelo cinturão meio-médio.

Bruce Gregório encaixa mata-leão inapelável ainda no primeiro round  

Natural de São Paulo, Victor Figueiredo tinha a torcida ao seu lado e foi bastante festejado ao entrar na Arena Jungle. Por não atingir o limite da categoria (77kg), o atleta da casa iniciou o combate com um ponto a menos que seu adversário, o mineiro Bruce Gregório, que partiu para cima e conseguiu um knockdown logo no início do primeiro round. Em seguida, Bruce buscou as costas de Victor e achou um ajustado mata-leão, que obrigou o paulistano a desistir da luta. Assim, o mineiro da Gordin Fight Team alcançou a sétima vitória no MMA.

 

Resultados Jungle Fight 84:

 

Dirlei Mão de Pedra venceu Marcus Montanha com mata-leão aos 3m03s do 2R
Handesson Boy Doido venceu Carlão Silva por decisão unânime 30-27 30-27 29-28
Alex Canguru venceu Javier Orlando por nocaute técnico aos 4m1s do 1R
Caíque Costa venceu André Motoca por decisão unânime 27-29 28-29 28-29
Michel Sassarito venceu João Paulo Melo por nocaute técnico aos 2m39s do 1R
Bruce Gregório venceu Victor Figueiredo com mata-leão aos 2m26s do 1R
Paulo Borrachinha venceu Bruno Assis por nocaute técnico aos 1m17s do 1R
Sidinei Souza venceu Anderson Souza por decisão unânime 30-27 30-27 29-28
Debora Dias venceu Adriana Del Vigna com triângulo de mão aos 3m36s do 1R
Naldo Silva venceu Anderson Berinja por nocaute aos 1m40s do 3R
Ismael Marreta venceu Fábio Borracha por decisão unânime 29-27 30-27 30-27
Tiago Varejão venceu Renato Pezinho com uma guilhotina aos 2m15s do 3R
Zé Reborn venceu Ariston França por decisão unânime triplo 28-29
Geraldo Freitas vencei Israel Ottoni com armlock aos 4m05s do 1R
Cassiano Trator venceu Nathan Batista com mata-leão aos 1m45s do 1R
Ygor Yegres venceu Thiago Santos com mata-leão aos 1m07s do 2R
Márcia Regina venceu Natasha Frazão por nocaute técnico aos 48s do 3R

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *