Atriz e empresária destrincha medos e emoções de lutar o Mundial Master

Share it

Os noivos Karen Ferro e Alberto Ramos no Mundial Master 2015, em setembro: pódio duplo para o casal da GFTeam.

Os noivos Karen Ferro e Alberto Ramos no Mundial Master 2015, em setembro: pódio duplo para o casal da GFTeam.


Atriz, modelo, empresária e agora competidora, Karen Ferro retornou de Las Vegas, nos Estados Unidos, onde disputou seu primeiro grande torneio internacional da IBJJF, o Mundial Master 2015.

Logo em sua primeira competição internacional, Karen conseguiu subir ao pódio. A faixa-azul disputou a categoria médio, até 69kg, e ganhou duas lutas, até perder na semifinal para a americana Rebecca Pheasant-Reis. Com o resultado, a empresária ficou com o bronze, e destrinchou as lições aprendidas.

“De início eu achei pretensioso disputar uma competição desse nível com apenas cinco meses de faixa-azul. Eu só havia lutado antes o Brasileiro de Equipes, no Rio. Mas um aspecto que me deixou feliz foi a minha evolução em controlar o nervosismo. Sabia que esse seria o meu principal adversário. Sempre fiquei muito nervosa e isso me atrapalhava demais e lá, consegui controlar e me soltar muito mais na luta”, diz Karen Ferro, que além de atleta, é sócia da franquia Cachambi, da rede de academias Team Nogueira, dos irmãos Minotauro e Minotouro, nossa GMI no Rio de Janeiro.

Karen constatou a emoção de ver seu braço erguido nos tapetes azuis da IBJJF, um sentimento que alguém já classificou como “melhor do que ganhar na loteria”.

A mulherada fez bonito no Mundial Master 2015, em todas as faixas. Na foto, Karen Ferro, Ashleee Hernandez, Christy Van Gerwen e Rebecca Pheasant-Reis no pódio da faixa-azul. Foto: Divulgação Team Nogueira.

A mulherada fez bonito no Mundial Master 2015, em todas as faixas. Na foto, Karen, Ashleee Hernandez, Christy Van Gerwen e Rebecca Pheasant-Reis (GB) no pódio da faixa-azul. Foto: Divulgação Team Nogueira.

“Realmente, quando ganhei a primeira luta, não sabia se ria ou se chorava de emoção. Acho que só quem compete sabe como é bom ganhar a primeira luta após todo o treinamento. No Jiu-Jitsu, você perde e já era. Então, você passar da primeira luta mostra que a viagem já valeu a pena. Quando ganhei a segunda, a vontade de chorar aumentou. Confesso que tive de me controlar: eu estava na semifinal de um Mundial Master! Na semifinal, eu estava ganhando por pontos, mas no finzinho ela atacou meu pé, eu precisei escapar na afobação e terminei finalizada em outro golpe”, recorda.

“Aprendi que o Jiu-Jitsu é assim. Como nos negócios e nada vida, os resultados mudam em fração de segundos. Vi o quanto é difícil estar no pódio e a quantidade de gente que não consegue nem subir nele”, conclui ela, que é noiva do faixa-preta Alberto Ramos, que se sagrou este ano campeão mundial master 1, no peso pesado.

“Foi uma conquista dupla para nós. Eu comecei a treinar inspirada por ele, tentando experimentar o que ele vivia, e quando vi estava inscrita num campeonato. Este ano melhorei a preparação física, fiz fisioterapia preventiva e comecei a controlar a alimentação. Ano que vem vou lá querendo o ouro”, garante.

Veja todos os campeões do Mundial Master, aqui.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *