Cobrinha comenta triunfo no ADCC: “Me sinto um novato”

Share it
Rubens Cobrinha contra Bruno Frazatto no ADCC 2015 Foto Ivan Trindade

Rubens Cobrinha ataca Bruno Frazatto na final até 66kg do ADCC 2015. Foto: Ivan Trindade

Rubens Charles Maciel, o temido Cobrinha, não teve luta fácil no ADCC 2015, no Ibirapuera, nos últimos dias 29 e 30 de agosto.

Para chegar ao bicampeonato até 66kg no ADCC e levantar sua torcida em São Paulo, o astro da Alliance precisou vencer o atleta do Quirguistão Tezeekbev Rasul (finalização pelas costas) e o colega de equipe Gianni Grippo (passagem de guarda mais pegada de costas), no sábado; no domingo, passou por Augusto Tanquinho (decisão dos árbitros após 0 a 0) na semifinal e, na disputa do ouro, por Bruno Frazatto (3 a 0, novamente de uma catada de costas).

Depois do abraço no treinador Fabio Gurgel, Cobrinha falou com nossa equipe sobre seus treinos. “O pessoal me pergunta se eu me sinto um cara experiente quando luto com os garotos, mas na verdade eu me sinto um novato. Respeito todos os meus oponentes e a minha forma de respeitá-los é procurar treinar mais que eles”, disse o astro de 36 anos, que treinou de seis a sete horas por dia para vencer o ADCC 2015.

Cobrinha explicou ainda o seu movimento para atacar as costas dos rivais, como fez na final com Bruno Frazatto: “Treinei muito essa manobra com o treinador de wrestling Kenny Johnson, eu vou atacar as pernas, o cara tenta defender e eu corro para as costas”.

Confira as lições de Rubens Cobrinha, em entrevista ao GRACIEMAG.com.

Essa cobertura foi um oferecimento de Brazil Combat!

Brazil Combat

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *