Rodrigo Minotauro, a aposentadoria e a última coisa que o ídolo precisava provar

Share it
Minotauro instruiu crianças no projeto Guerreiros do Futuro. Foto: Fernando Azevedo

Minotauro vai seguir ensinando os novatos. Foto: Fernando Azevedo/Divulgação

A lenda do Jiu-Jitsu e MMA Antonio Rodrigo Nogueira, conhecido pelos fãs ao redor do mundo como “Minotauro”, há muitos anos não precisava provar nada para seus fãs. Ou melhor, só precisava provar mais uma coisa: que entendia que sua missão no Octagon estava cumprida. Hoje, Minotauro enfim entendeu isso. E pendurou as luvinhas.

Aos 39 anos, Minotauro anunciou oficialmente hoje a sua aposentadoria das competições do UFC. Embora seus dias como lutador tenham se encerrado, seu trabalho na comunidade do MMA está apenas começando, já que ele foi contratado pelo UFC como Embaixador de Relacionamento com Atletas do UFC Brasil.

Em sua nova função, Minota vai participar de diversas iniciativas pelas regiões do Brasil. Ele será a ligação da organização entre atletas, patrocinadores, mídia e órgãos governamentais. Como um dos pioneiros do esporte, e muito respeitado na comunidade do MMA, ele vai procurar auxiliar o UFC a manter o mais alto padrão dos lutadores, e ao mesmo tempo, atuar como um mentor no desenvolvimento de jovens atletas. Além dessas funções, Rodrigo também vai auxiliar na identificação de novos talentos que surgem por todo Brasil.

“Minotauro é uma lenda no MMA”, afirmou o presidente do UFC, Dana White. “Ele é respeitado por lutadores e fãs por todo o mundo. Tem sido uma honra assisti-lo competir e estou feliz pela sua aposentadoria. Ele será um trunfo enorme para o UFC, atletas e para o esporte como Embaixador. Mal posso esperar para trabalhar com ele nesse novo capítulo de sua vida.”

Rodrigo complementou: “Para mim é um grande prazer e uma honra continuar meus laços com o UFC. Sempre tive a paixão de acompanhar o desenvolvimento de novos atletas e é isso que desejo continuar fazendo. Quero ajudar a disseminar o MMA por todo o mundo e dar minha contribuição para o surgimento e desenvolvimento de jovens talentos. Agradeço a confiança que Dana White e que Lorenzo e Frank Fertitta estão depositando em mim, e creio que com muito trabalho vamos alcançar grandes resultados juntos. Eu sei que posso, e vou, contribuir muito para o crescimento do nosso esporte fora do Octógono.”

Minotauro pode se vangloriar de uma das carreiras mais bem sucedidas da história do MMA. Com sua primeira luta profissional em 1999, Rodrigo ganhou destaque no Japão com o Pride Fighting Championship, onde mais tarde se tornou duas vezes campeão da organização, inclusive foi o primeiro campeão peso-pesado do evento em 2001. Após o Pride ter sido adquirido pela Zuffa em 2007, Minotauro continuou seu domínio ao derrotar Tim Sylvia pelo cinturão interino dos pesos pesados do UFC. Rodrigo ainda teve um grande número de lutas memoráveis, incluindo sua histórica luta no Rio de Janeiro em 2011, quando derrotou Brendan Schaub no UFC 134, diante de uma plateia fervorosa que poucos esquecerão. O baiano de Vitória da Conquista encerra sua carreira com um cartel impressionante de 34v, 10d, 1e e a reputação de ser um dos maiores nomes do Jiu-Jitsu no MMA em todos os tempos, evidenciada com 22 vitórias por submissão.

Rodrigo é um pilar para a comunidade do Rio de Janeiro ao lado de seu irmão gêmeo Antonio Rogério “Minotouro” Nogueira, lutador do UFC. Ambos fundaram o Instituto Irmãos Nogueira em 2008, que tem seis centros operacionais que treinam mais de mil crianças carentes, usando o MMA como uma ferramenta de inclusão social. Desde o início, o projeto contribuiu para o desenvolvimento social mudando vidas de muitos jovens de comunidades do Rio de Janeiro, construindo a cidadania exemplar e a superação de barreiras.

Rodrigo e Rogério também são conhecidos por seus perfis empresariais. Os gêmeos são donos da franquia de academias Team Nogueira, que possui 33 filiais, incluindo nossa GMI Team Nogueira Cachambi, no Rio, e uma escola até em Dubai. Em três anos, as franquias da Team Nogueira atingiram o número de dez mil alunos.

A equipe GRACIEMAG aproveita e convida o professor e lutador a voltar aos eventos de Jiu-Jitsu um dia. Cai dentro, Minota! E obrigado por tudo.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *