ADCC 2015: André Galvão pega as costas e vence Cyborg em superluta

Share it
Galvão venceu mais um. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG.com

Galvão venceu mais um. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG.com

Embalado no ADCC desde 2011, quando venceu peso e absoluto, André Galvão voltou a entrar em ação neste domingo, 30 de agosto, para mais uma superluta do ADCC 2015.

Galvão superou Roberto “Cyborg” Abreu, campeão absoluto do ADCC 2013, por 6 a 0, ao grampear as costas duas vezes. Galvão quase aplicou o estrangulamento, mas Cyborg estava escorregadio.

Galvão enfrenta no ADCC 2017 o próximo campeão absoluto.

Nossa cobertura é um oferecimento de Brazil Combat!

1

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Alessandro Capodeferro at 3:05 pm

    Desrespeito ao brasileiro, mal organizado, pessoas confinadas dentro do ginásio sem poderem sair… Funcionários grosseiros, lutas boas e a melhor companhia ( EBJJ – Escola Bragantina de Jiu Jitsu ) assim foi pra mim o ADCC 2015.

    No primeiro dia, a fila que você vê acima: gigantesca, apenas pra pegar ingresso, depois de muito tempo, descobrimos que com o voucher impresso poderíamos entrar! Quando entramos, a moça tomou das minhas mão o Voucher e ao questionar como eu entraria no outro dia, disse que teria que imprimir e entregar de novo. Dentro do ginásio, uma garrafa de Água = 5 reais, Coca Cola = 7 reais e um lanche estragado = R$ 15,00 Guilherme Chiovatto que o diga!). Para nossa surpresa, era proibido sair do local. Se sair teria que comprar outro ingresso. Era proibido entrar com alimentos. Pessoal jogando fora bolachas, marmitas e frutas. Vergonha!

    Segundo dia: Viramos contrabandistas de biscoitos, não é ( Vanessa Capodeferro e Mateus Capodeferro??? ) na cueca, na meia em todo lugar pra poder entrar. Virei criminoso por causa da organização. Fiquei com medo de ir parar na Delegacia e ficar preso por causa de Tostines e Negresco… Além de parecer o Homem-Berinjela com uma banana na calça. Ridículo!

    NA porta, adivinha só: Não podia entrar com o voucher impresso, teria que pegar a outra fila e trocar por ingresso. Sorte que aprendi com minha irmã Talita Capodeferro) como rodar o barraco e entramos. Sair só se pagasse outro ingresso, informação dava até medo pedir. Muita gente desanimada, todos presos dentro do ginásio e só comeríamos se estivéssemos dispostos a pagar caro pelo que eles ofereciam…

    Decepcionante! Devemos boicotar eventos deste tipo que acham que aqui é o País da impunidade. Da próxima vez, assistirei pela internet.

    OBS: Se vc me perguntar, valeu a pena? Eu respondo que NÃO! O local é ruim, banco de madeira, Ginásio Ibirapuera que não é bom (entupido!), bunda doendo e não tínhamos boa visibilidades das lutas, as quais no geral foram boas!
    #frustado #enganado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *