GMI: Ricardo Luiz e as lições de ouro para motivar seus alunos no Jiu-Jitsu

Share it
Ricardo Luiz, novo GMI. Foto: divulgação

Ricardo Luiz, novo GMI. Foto: divulgação

O time GRACIEMAG Indica (GMI) está cada vez mais forte. Nesta semana, recebemos o professor Ricardo Luiz, que ensina Jiu-Jitsu na academia Em Forma, em São Salvador, Belo Horizonte.

Ricardo é aluno do faixa-vermelha de Hilton Leão, ícone do Jiu-Jitsu mineiro e competidor de sucesso.

Para celebrar sua entrada no time, o faixa-preta conversou com GRACIEMAG e resgatou momentos importantes que viveu ao lado do mestre, além de deixar boas dicas de Jiu-Jitsu.

GRACIEMAG: Você foi aluno do lendário mestre Hilton Leão. Como foram esses anos de aprendizado?

RICARDO LUIZ: Bom, sempre falo que mestre Hilton Leão é meu segundo pai. Comecei a treinar Jiu-Jitsu com ele em 1982, aos 8 anos. Aproveitando a oportunidade, agradeço ao meu pai, que mesmo com dificuldades sempre me incentivou e sempre que podia ia me ver competir, mas quando não podia me acompanhar ele tinha total confiança no mestre Hilton e o deixava me levar em competições e em vários lugares. Nessa época, ninguém tinha a exata noção do que era o Jiu-Jitsu, mas eu já tinha orgulho e prazer em praticar o esporte. Percebi com o passar dos anos de aprendizado com mestre Hilton Leão que em academia não se ensina somente o Jiu-Jitsu, ali eu aprendi o que é lealdade, respeito, caráter, enfim, tudo que uma pessoa precisa saber para se tornar uma pessoa de bem, e do bem. É com essa filosofia de vida que trabalho com meus alunos, mostrando o que é certo e o que é errado e como podemos ajudar uns aos outros. O Jiu-Jitsu é só um elo que une as pessoas seja dentro ou fora dos tatames, é uma fraternidade. Muitas vezes, quando eu estava treinando, mestre Hilton Leão “torcia” e ao mesmo tempo só orientava o outro aluno que estava treinando comigo, o que me fazia pensar: por que ele não torce para mim? Será que ele não gosta de mim? Demorou um pouco, mas um dia entendi que ele queria sempre que eu me esforçasse ao máximo, e me superasse, dando o meu melhor. Ele sabia que eu tinha potencial para ir além, e hoje tenho muito orgulho disso. E é assim que faço com meus alunos.

Na sua opinião, quais são as virtudes fundamentais para um professor de Jiu-Jitsu administrar bem uma academia?

Hoje existem muitas academias de Jiu-Jitsu, e cada professor conta com uma metodologia de ensino diferente, ninguém é igual, existe muita rotatividade. Creio que tanto na minha equipe, assim como em outras, só fica aquele que se adapta ao método de ensino e ao ambiente de treino. Tenho o meu método, a minha filosofia. Os meus alunos aprendem desde a faixa-branca que o principal objetivo nos treinos é a finalização e a movimentação. Não gostamos de Jiu-Jitsu amarrado aqui.

Qual é o maior macete para ensinar os alunos a ganharem gosto pelos treinos?

Nos treinos, meu maior macete sempre foi mostrar a eficiência e rapidez em finalizar o oponente. Nos campeonatos, procuro obter a finalização, e muitas vezes em poucos segundos, esse é o diferencial. O aluno sempre se espelha no professor e por esse motivo gosto de competir, isso motiva os alunos, mesmo aqueles que nem entram em campeonatos.

Equipe RL
Academia EM FORMA
Rua Nilo, 25, São Salvador, Belo Horizonte
# (31) 3477-8372
ricardoluizteam@hotmail.com

Ler matéria completa Read more
There are 23 comments for this article
  1. David Fernando at 2:49 pm

    Dizem que a tropa é o reflexo de seu comandante… A RL TEAM é como uma família de guerreiros sempre pronta para a batalha, isso graças ao mestre Ricardo Luiz que ensina Jiu-Jitsu de verdade! Fechado com a família RL TEAM, hoje e sempre! Oss

  2. Diogo Soares at 11:32 am

    Ricardo Luiz é um grande professor e um grande atleta, tenho orgulho de ter me tornado um de seus alunos. Que Deus continue sempre iluminando os seus caminhos. Um grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *