Depois do atropelo: Bethe Correia garante que não se abala com derrota para Ronda

Share it
Ronda Rousey e Bethe no UFC 190 por Josh Hedges

Ronda Rousey e Bethe trocam golpes no UFC 190, no Rio. Foto por Josh Hedges/Zuffa LLC

O UFC Rio 7 ou UFC 190 não saiu dentro do planejado por Bethe “Pitbull” Correia. Enfrentando a campeã na divisão feminina dos galos (até 61kg), Ronda Rousey, a brasileira acabou sofrendo um golpe, no início da luta, que decretou o fim do combate, em 34 segundos. Apesar do resultado, a atleta da Pitbull Brothers garante que não ficou abalada com a sua primeira derrota na carreira.

“Qualquer um que luta está sujeito a ser nocauteado. Você pode ser o melhor do mundo e cair. Mike Tyson já perdeu também. Luta é luta. Não foi o resultado que queria, mas estou satisfeita com tudo que fiz, todo o meu treinamento e já estou aqui animada. Se quiserem marcar outra luta, estou aí. Não abaixo a cabeça, não. Sou forte pra caramba”, garantiu a lutadora.

Apesar da estratégia adotada contra a campeã, Bethe acabou sofrendo um golpe que foi decisivo em favor de Ronda. “A Ronda sentiu meus golpes, tentou agarrar, defendi bem as quedas, mas essas coisas acontecem. A mão entrou, mérito dela e realmente caí, mas acho que estava no jogo certo. Atacar, contra-atacar, defender a queda e bater, mas acabei escorregando, levantei e ela conectou um bom golpe, mas luta é isso”, explicou Bethe Pitbull.

Após a luta, Bethe recebeu o carinho de toda a sua equipe. “Estamos orgulhosos dela. É a carreira mais meteórica até chegar a uma disputa de cinturão. Infelizmente o golpe da Ronda entrou e isso faz parte do nosso esporte. Quem luta MMA sabe que um golpe pode derrubar toda uma estratégia de combate. Mas, estamos felizes por ela ter chegado aqui tão rápido e temos certeza que ela vai voltar ainda mais forte”, destaca Patrício Pitbull, líder da Pitbull Brothers e treinador de Bethe.

UFC 190
HSBC Arena, Rio de Janeiro, RJ
1º de agosto de 2015

Ronda Rousey nocauteou Bethe Correia aos 34 segundos no R1
Mauricio Shogun venceu Rogério Minotouro por decisão unânime dos jurados
Glaico Nego finalizou Fernando Açougueiro no mata-leão aos 4min46s do R3
Reginaldo Vieira derrotou Dileno Lopes por decisão unânime dos jurados
Stefan Struve derrotou Rodrigo Minotauro por decisão unânime dos jurados
Antônio Pezão nocauteou Soa Palelei aos 41 segundos do R2
Claudinha Gadelha derrotou Jessica Aguilar por decisão unânime dos jurados

Demian Maia finalizou Neil Magny no mata-leão aos 2min52 do R2
Patrick Cummins nocauteou Rafael Feijão aos 45 segundos do R3
Warlley Alves finalizou Nordine Taleb na guilhotina aos 4min11s do R3
Iuri Marajó derrotou Leandro Brodinho por decisão unânime dos jurados
Vitor Miranda nocauteou Clint Hester aos 2min38s do R2
Guido Cannetti derrotou Hugo Wolverine por decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more
There are 8 comments for this article

Deixe uma resposta para Márcio Almeida Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *