Rio Open 2015: Erberth Santos vence absoluto mais uma vez e promete subir de peso

Share it
Erberth Santos após raspar Jaime Canuto, na final do absoluto. Foto: Gustavo Aragão

Erberth Santos após raspar Jaime Canuto, na final do absoluto. Foto: Gustavo Aragão

Ao descer do pódio do Rio Winter International Open 2015, o torneio de inverno da IBJJF no Rio de Janeiro, Erberth Santos estava 99% satisfeito – apesar das duas medalhas de ouro conquistadas neste domingo, 26 de julho.

“Ser vaiado é ruim”, admite o jovem campeão da academia Guigo Jiu-Jitsu, com olhar tranquilo e a voz serena. “Eu acho que sou muito jovem ainda, tenho 21 anos, e o que o pessoal vê como marra é apenas vontade de vencer. Sei que vou amadurecer, e já pensei em ser um cara diferente, em não reagir como reajo olhando para a torcida. Mas é o meu jeito de lutar. O pessoal por vezes não sabe, mas estou há oito meses sem ver minha mãe em Roraima, tenho um filho pequeno que não abraço há meses, tudo pelo sonho de ser um grande campeão. Hoje provei novamente que sou o melhor faixa-preta em ação aqui no Brasil, com mais um ouro absoluto para juntar com o Brasileiro deste ano”.

Sem mostrar marra nem voz de coitado, Erberth prossegue contando o que sentiu durante a vitória contra Jaime Canuto (GFTeam) por 8 a 2 na final do absoluto faixa-preta, com direito a uma raspagem e uma passagem de guarda fatal. No superpesado, ele finalizou Pedrinho Moura (Ribeiro JJ) nas costas.

“Eu vim sozinho lutar o torneio, meu professor não pôde vir, e não vou deixar alguns gritos da torcida contra me abalar. Tenho um sonho, e nada vai me tirar do meu caminho”.

Erberth contou que agora vai dar uma parada, “para curar algumas pequenas contusões antes que se agravem”. Ao retornar, a fera de Roraima já tem planos bem traçados:

“Vou subir de peso, com a ajuda de meu preparador físico, e lutar o Mundial 2016 como pesadíssimo. Quero ser o mais rápido da categoria”, disse a fera, que este ano parou no evento da IBJJF para duas feras: João Gabriel Rocha no peso, e Bernardo Faria no absoluto.

“Não é demérito nenhum perder para esses dois, bem mais experientes e em grande fase. Mas acho que no pesadíssimo posso surpreender. Meu professor Guigo lutava lá e acho que posso repetir seu feito e ser campeão mundial naquela categoria”, conclui.

Nas disputas por equipe, deu GFTeam novamente:

1. GF Team – 182
2. Nova União – 117
3. Alliance JJ – 84

Confira os demais campeões do Rio Open 2015, na faixa-preta:

Absoluto: Erberth Santos venceu Jaime Canuto por 8 a no

Galo: Raul Marcello venceu Guilherme Hideki por 4 a 0

Pluma: Philipe Freitas venceu Douglas Rufino por 3 vantagens a 2 (0 a 0)

Pena: Isaque Paiva venceu Gilson Nunes após 8 a 8 no placar – 3 a 1 nas vantagens

Leve: Sandro Vieira venceu Fabio Caloi por 6 a 0 (passagens de guarda)

Médio: Jaime Canuto fechou com Vinicius Marinho

Meio-pesado: Pedro Pimenta venceu Romulo Azevedo por 2 a 0

Pesado: Marcus Moraes “Morcego” venceu Marcos Júnior na decisão (0 a 0)

Superpesado: Erberth Santos finalizou Pedro Moura nas costas

Pesadíssimo: Kauê Damasceno venceu Otavio Serafim por 9 a 0

Barbara Gomes absoluta no Rio Open 2015

Barbara Gomes passando a guarda: campeã absoluta no Rio Open 2015. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Faixa-preta feminino:

Absoluto: Barbara Gomes venceu Fabiana Santos

Pluma: Alliny Santos venceu Carla Franco

Pena: Andressa Lídia venceu Kenia Lopes

Leve: Libia Christal venceu sem luta

Médio: Barbara Gomes foi campeã sem luta

Meio-pesado: Bruna Marques foi campeã sem luta

Pesado: Fabiana Santos foi campeã sem luta

Superpesado: Samela Leite venceu Luana Fiquene

Veja todos os campeões, aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *