Ricardo Libório analisa jogo de Zé Mario Sperry antes do ADCC 2015

Share it
Libório e a galera da ATT. Foto: Mike Roach/Zuffa LLC/Zuffa LLC

Libório e a galera da ATT. Foto: Mike Roach/Zuffa LLC/Zuffa LLC

Campeão pela IBJJF no primeiro Mundial de Jiu-Jitsu, em 1996, o astro Ricardo Libório, 48 anos, está arrumando as malas para mais uma aventura no Brasil.

O faixa-preta de Carlson Gracie encara Zé Mario Sperry, antigo companheiro de treino, numa das superlutas do ADCC 2015, programado para 29 e 30 de agosto, em São Paulo.

Da sua academia ATT na Flórida, Libório traz ainda o cubano Hector Lombard, que foi escalado pela organização na categoria até 99kg do ADCC 2015.

Em papo com GRACIEMAG, o professor relembra os treinos com Zé Mario em Copacabana, analisa o jogo do adversário e destrincha os treinos com Hector Lombard.

GRACIEMAG: O que você lembra dos treinos que deu com Zé Mario, na Carlson Gracie?

RICARDO LIBÓRIO: Treino é treino e quando se vai competir existem vários outros fatores que influenciam nos resultados. Mas lógico que termos treinados juntos ajuda muito na estratégia de ambos.

Que posição você vai buscar evitar no jogo do Zé Mario?

Zé é bom em tudo. Mas logicamente seu ponto forte é por cima. Eu nunca me importei muito em jogar por baixo. O que for, será. Os treinos aqui na ATT estão ótimos. Estou sendo amassado de todos os cantos [risos].

Hector Lombard, atleta do UFC, vem para o ADCC com você. Ele vai assombrar os fãs aqui no Brasil?

Ele está treinando muito e está preparado. Basicamente, Hector está competindo por satisfação própria e experiência. Acredito que ele vai surpreender muita gente. Podem esperar um atleta de nível. Estamos treinando duas vezes por dia, seis dias na semana: Jiu-Jitsu, preparação e wrestling.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *