Mundial: Rafa Mendes e o penta com direito a berimbolo em Cobrinha

Share it
Rafa Mendes x Cobrinha no Mundial 2015

Rafa Mendes berimbola e alcança as costas da fera Rubens Cobrinha no Mundial 2015. Foto: Rafael Werneck.

Os faixas-pretas Rafael Mendes (Atos), 25 anos, e Rubens Charles Maciel, o Cobrinha (Alliance), 35, se acostumaram a levantar a Pirâmide de Long Beach na Califórnia desde a primeira vez que colidiram por lá, no Mundial de 2009. Primeiramente o encontro foi na semifinal, e depois houve três finais.

O que eles reservariam de novo para 2015? E quem seria afinal o primeiro pentacampeão mundial dos pesos-penas?

Pelo que se podia ver desde a primeira luta de ambos no sábado, 30 de maio, o bicho iria pegar, sem dúvida.

Rafa começou primeiro, despachando André Monteiro (A-Force) nas oitavas. No ringue do lado,  Cobrinha maltratou a guarda do bom Ítalo Lins (GFTeam) até obrigá-lo a bater no braço.

Já no domingo, Rafa estrangulou pelas costas Philipe Della Monica (GB), que eliminara o imortal Wellington Megaton, de 47 anos; e depois finalizou Mário Reis (Alliance) no braço, variando para a mão-de-vaca, com cinco minutos de luta.

Cobra por sua vez precisou passar a guarda de Osvaldo Queixinho (Gracie Elite), e depois ganhou a vaga para a final por cortesia do colega Gianni Grippo, que passara por Léo Cascão nos últimos instantes.

Na hora da final, o ginásio em Long Beach fez um “silêncio ensurdecedor”, como disse um poeta, e no início apenas as instruções dos técnicos Gui Mendes e Mário Reis eram ouvidas.

Rafa começou a colaborar com o barulho geral ao raspar, antes dos três minutos de luta. Aos seis, a Pirâmide foi abaixo: o caçula dos Mendes fintou uma passagem do legdrag, variou para um berimbolo esquisito (“berimlouco”, segundo nossos leitores) e girou serpenteando para as costas de Cobrinha: 6 a 0, e o silêncio havia ido para o espaço.

“Uh, vai pegar!”, berravam os fãs de Rafa, mas Cobrinha não é tetracampeão mundial de Jiu-Jitsu, e um dos treinadores mais requisitados até por feras do UFC, como Fabricio Werdum, a troco de nada. Com calma e muita técnica, protegeu sua gola, evitou o estrangulamento, ficou em pé e virou-se caindo dentro da guarda de Rafa. Olhando para a arquibancada, Cobrinha chegou a perguntar: “Vai pegar onde…?”

Mas restavam apenas 50 segundos, e a quarta final de Mundial entre ambos tinha um vencedor: o pentacampeão Rafa Mendes – que também tem sonhos grandiosos fora das competições:

“Vou disputar o ADCC sim, mas agora vou pensar no meu segundo filho, que está para nascer. Quero ter um monte de filhos, mais de cinco se der”, disse o astro.

Será que veremos Rafa x Cobrinha no ADCC 2015, em São Paulo? Se as fraldas deixarem, grandes chances de mais um lutão.

Logo Storm Strong

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *