Após vitória na Copa Pódio, Gregor Gracie fala da vontade de lutar o ADCC 2015

Share it
Gregor Gracie nas costas de Daniel Moraes. Foto: Carlos Arthur Jr/Copa Pódio

Gregor Gracie nas costas de Daniel Moraes. Foto: Carlos Arthur Jr/Copa Pódio

O faixa-preta Gregor Gracie está com o ritmo acelerado, e provou isso no último fim de semana. Em superluta sem o kimono pela Copa Pódio, no Rio, o irmão de Rolles e Igor finalizou o bicampeão mundial Daniel Moraes, com uma asfixia da montada.

Em papo com GRACIEMAG, o Gracie falou como fez para encaixar a finalização, sem perder a posição de domínio.

“O Daniel já estava bem cansado, eu escutava pela respiração dele. Como consegui cair em uma posição boa logo no início da luta, eu estava botando bastante pressão e ele foi cansando. No momento final, ainda na meia-guarda, eu estava botando bastante peso no ombro, isso incomoda muito e também já dá pressão para finalizar. Quando tirei a perna para montar, já estava na posição certa e só precisei apertar para conseguir essa vitória”, destrinchou Gregor.

Segundo o vencedor, o seu trunfo foi começar já num ritmo forte, e perder poucos ajustes.

“Como dessa vez eu só tinha uma luta, não precisei me poupar e já comecei a luta em um ritmo bem forte. Minha estratégia era não deixar o Daniel se ajeitar em nenhuma posição boa, pois quando ele começa ganhando dificilmente perde. O MMA me ajudou muito nesse quesito, pois você tem de ser explosivo nas quedas e justo depois, para que o adversário não levante. Eu faço bastante treino de explosão e quando treino Jiu-Jitsu procuro não perder posição. Aprendo muito com o Renzo também, afinal ele tem um ajuste fora do comum”, lembrou Gregor.

Craque do Jiu-Jitsu e do MMA, Gregor agora sonha em lutar o ADCC 2015, em São Paulo, programado para o fim de agosto.

“Eu lembro quando era bem mais novo indo para São Paulo de carro, só para assistir ao ADCC 2003. Fiquei encantado com o evento. Tive a oportunidade de participar do campeonato em Barcelona em 2009, onde consegui o terceiro lugar. Não recebi outro convite, mas torço por isso. Esse é o tipo de evento que nenhum lutador recusaria lutar”, encerra o campeão.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *