Lutador volta do Brasileiro de BJJ e encontra academia arrasada por incêndio

Share it
Tarcísio Jardim em ação no Sul-Americano. Foto: Túlio Aurélio/ Divulgação

Tarcísio Jardim foi bronze no Brasileiro de Jiu-Jitsu 2015. Foto: Túlio Aurélio/ Divulgação

O faixa-preta Tarcísio Jardim vivia um fim de semana especial, durante o Brasileiro de Jiu-Jitsu da CBJJ, em Barueri, São Paulo. De volta às competições após se recuperar de uma contusão no joelho chata, o peso pesado da Checkmat Paraíba buscava testar seu jogo e sua forma física. No domingo 3 de maio, no entanto, soube de uma derrota inesperada.

O lutador paraibano recebeu por telefone a notícia de que uma de suas academias havia sido destruída pelo fogo. Foi quando entrou no tatame a solidariedade e o apoio de amigos, e a esperança voltou. Tarcísio lembrou que… mas deixemos que ele mesmo relate o que sentiu nesse domingo tenebroso e rico em lições:

“Que dia! Acordei animado para lutar, dia do Campeonato Brasileiro 2015, primeiro campeonato após quase operar o joelho de uma grave lesão sentida em janeiro, no Campeonato Europeu. Aí sua vida pega fogo, uma pedra enorme é jogada no seu caminho. Antes de lutar, recebi a notícia de que a nossa CheckMat em Manaíra pegou fogo, perdi tudo. Duas quedas: primeiro foi nosso irmão Morceguinho que foi tirado brutalmente de nós, e agora essa…”, escreveu Tarcísio.

Incendio na academia de Tarcisio Jardim na Paraiba Foto DIvulgacao

Incêndio na academia Checkmat em Manaíra, Paraíba. Foto: @JiuJiteiras/Divulgação

“Mas sabe de uma coisa? Ninguém se feriu desta vez, minha mãe que mora ao lado não teve nada, sua casa está intacta. E no Brasileiro ainda consegui um lugar no pódio em uma das categorias mais difíceis do campeonato. Temos recebido mensagens de dezenas de amigos, pessoas ao redor do mundo em ação para arrecadar fundos e ajudar. Estou feliz! Feliz de ver quanta gente gosta de mim, quanta gente quer ajudar, feliz de ter AMIGOS e saúde para construir tudo de novo. As lágrimas são inevitáveis, é como a perda de um ente querido, você esquece momentaneamente, mas logo se pega chorando. Mas vamos construir tudo de novo, graças a todos vocês, e nunca nada que eu faça, será suficiente para agradecer e retribuir tudo isso. Obrigado a todos”, encerra o faixa-preta.

Para colaborar, entre em contato com o professor, aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. Robinson Ferreira Lion at 8:28 pm

    O lutador paraibano recebeu por telefone a notícia de que uma de suas academias havia sido destruída pelo fogo. O Havia está concordando com "uma" de suas academias, ou seja, o núcleo do sujeito. Desse modo tem que ficar no singular mesmo.

  2. Tarcísio Jardim at 2:48 am

    Obrigado pela ajuda na divulgação Graciemag, mas não tenho duas academias. Essa que queimou foi minha ÚNICA academia, tudo que eu tinha. Mas muitas pessoas boas estão ajudando e muitas querendo ajudar. Vamos vencer mais essa se Deus quiser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *