Manual do campeão: 5 conceitos de Leandro Lo para você ir longe no Jiu-Jitsu

Share it
Leandro Lo tenta atacar as costas de Alex Trans.jg

Leandro Lo em ação no Jiu-Jitsu. Foto: Ivan Trindade

Apesar de recatado na hora das entrevistas, Leandro Lo é ousado em cima do tatame. Com um Jiu-Jitsu solto e ao mesmo tempo com muita pressão, o magrinho paulista garantiu fama pelo mundo todo e hoje colhe os frutos de seu bom desempenho.

Tricampeão mundial pela IBJJF aos 25 anos, o astro da academia Cícero Costha topou abrir seu “manual de campeão” para os leitores do GRACIEMAG.com. O faixa-preta revelou cinco segredos que o auxiliam na sua jornada até hoje.

Leia a seguir e vá treinar Jiu-Jitsu!

1. Fuja da zona de conforto

“Sempre saio da minha zona de conforto nos treinos, faço tudo para melhorar. Você não deve só jogar no seu melhor, tem de resistir a isso e jogar contra o que o seu companheiro de treino tem de melhor. Se ele tem uma ótima guarda, você tenta passar a guarda dele. Se ele passa muito bem, você puxa. Assim você fica mais habilidoso”, ensina Leandro.

2. Saiba jogar em todas as áreas

“Ser capaz de lutar por cima e por baixo é essencial. Você não precisa ser o melhor da academia nos dois aspectos, mas é sempre bom atuar nos dois modos: guarda e passagem de guarda. É preciso treinar até ter uma base segura para não ser raspado, e da mesma maneira afiar a guarda para ser capaz de repor e raspar bem”, aconselha o paulista.

3. A arte de treinar cansado

“Faça todos os treinos na academia sem descansar. Tente treinar sempre com os mais duros, os que trazem mais dificuldades para o seu modo de jogar. Mesmo quando estiver cansado, continue treinando. Não pare de se movimentar quando estiver cansando. Isso vai aumentar seu gás e vai aumentar sua visão de luta”, diz.

4. Valorize o descanso

“Descanso também é treino. Tenho sempre uma ótima noite de sono e procuro comer bem, isso faz uma diferença enorme na hora do treino”, comenta Lo.

5. Lute feliz

“Esteja sempre feliz quando for lutar. Esteja ali pela razão de fazer o que você mais gosta, e não por obrigação. Lutar por lutar, estar lá por estar, faz o atleta perder o foco e a luta. Faça tudo com amor e com muita vontade”, encerra o ídolo.

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *