Rafael dos Anjos atropela Anthony Pettis e fica com o cinturão do UFC 185

Share it
Rafael dominou na trocação e no Jiu-Jitsu. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Rafael dominou na trocação e no Jiu-Jitsu. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Mais uma fera do Jiu-Jitsu consegue o lugar no topo de uma divisão no Ultimate. No UFC 185, realizado nesse sábado, no Texas, Rafael dos Anjos dominou o temido campeão Anthony Pettis para garantir a posse do cinturão peso leve na decisão dos jurados. Ainda na noite e cintas roubadas, a desafiante Joanna Jedrzejczyk também dominou, ao vencer a campeã Carla Esparza por nocaute técnico. Confira os destaques.

Com jogo justo, Dos Anjos domina Pettis e garante o título

Na luta principal do evento, o duelo peso leve dividia opiniões pelo dono do título. O campeão Anthony Pettis era franco-favorito, após duas grandes vitórias no UFC contra Ben Henderson, até então campeão, e Gilbert Melendez. Ambas de forma convincente.

O desafiante, Rafael dos Anjos, vinha embalado de vitória por nocaute técnico sobre Bendo, feito inédito, e sobre o falastrão Nate Diaz. O fato de ter perdido para Khabib Nurmagomedov em luta truncada colocava o brasileiro ainda mais como azarão na luta, mas as bolsas de apostas e opinião de especialistas não foram suficientes para frear o ímpeto do faixa-preta de Roberto Gordo.

Com sangue nos olhos e pressão na luta desde o soar do gongo, Rafael pressionou Pettis com espírito de campeão. Chutou, aplicou sequência de socos, pressionou na grade, derrubou. Fez o quis com Anthony no combate, e o até então dono da cinta parecia perdido na luta. Pettis consegui responder com força algumas investidas de Rafael, mas a força e volume do brasuca deixou tímida a figura do Showtime que todos esperavam.

Foram cinco rounds de ação. Quedas, transições no solo e muito do Jiu-Jitsu. Pettis tentava escalar no seu conhecido e letal triângulo. O córner de Rafael alertava, mas o faixa-preta forjado de kimono e orelha no tatame se mostrava tranquilo na “guarda-arapuca” do faixa-marrom americano. No melhor momento de chão, Rafael atacou uma kimura que parecia o fim do combate, mas Anthony conseguiu defender bem e girar para escapar do batuque.

No último assalto, Rafael ainda conseguiu chegar nas costas do campeão, na busca do estrangulamento que o colocaria de vez com a mão no cinto dourado. Ele não veio, mas a vitória chegou nas mãos do jurados, assim como o cinturão das mãos de Dana White.

“Minha tática era abafar o cara”, disse Rafael após ter conseguido colocar seu jogo em prática e ficar com o cinturão.

Boa na defesa e ataque, Jedrzejczyk rouba a cena entre as mulheres

No co-evento principal, Joanna Jedrzejczyk enfrentou a campeã peso-palha femino do UFc para saber quem ficaria com o cinturão. Carla, favorita, não esperava uma estratégia tão bem preparada por conta de sua adversária.

O combate, em resumo, seria a trocação de Joanna contra as quedas de Carla. Joanna conseguiu bater, mas Carla não conseguiu derrubar. Com longos sprawls e ótimos reflexos, Joanna defendeu todas as quedas e bateu muito na campeã, que ficou sem rumo na luta. A fórmula do duelo se estendeu até o fim do R2. A campeã, cansada dos mergulhos no double-leg e das investidas com forte trocação de Joanna, sucumbiu à uma sequência avassaladora da desafiante. O ábitro pulou na frente da campeã após o castigo, interrompendo o combate para determinar Jedrzejczyk como campeã.

Joanna se torna o terceiro atleta de origem europeia a ficar com a cinta dourada do Ultimate. Antes dela, os cascas-grossas Andrei Arlovski e Bas Rotten.

Confira os resultados completos abaixo:

UFC 185
Dallas, Texas
14 de março de 2015

Rafael dos Anjos venceu Anthony Pettis na decisão unânime dos jurados
Joanna Jedrzejczyk venceu Carla Esparza por nocaute técnico aos 4min17s do R2
Johny Hendricks venceu Matt Brown na decisão unânime dos jurados
Alistair Overeem venceu Roy Nelson na decisão unânime dos jurados
Henry Cejudo venceu Chris Cariaso na decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Ross Pearson nocauteou Sam Stout a 1min33s do R2
Elias Theodorou venceu Roger Narvaez por nocaute técnico aos 4min07s do R2
Beneil Dariush finalizou Daron Cruickshank no mata-leão aos 2min48s do R2
Jared Rosholt venceu Josh Copeland por nocute técnico aos 3min12s do R3
Ryan Benoit venceu Sergio Pettis por nocaute técnico a 1min34s do R1
Joseph Duffy venceu Jake Lindsey por nocaute técnico a 1min47s do R1
Germaine de Randamie venceu Larissa Pacheco por nocaute técnico aos 2min2s do R2

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *