Victor Genovesi e as dicas de Roger Gracie e os treinos com Lepri para o Pan

Share it
Victor Genovesi e Lucas Lepri depois do treino de Jiu-Jitsu. Foto: Arquivo Pessoal

Victor Genovesi e Lucas Lepri depois do treino de Jiu-Jitsu. Foto: Arquivo Pessoal

Promessa na faixa-preta, o jovem Victor Genovesi, 24 anos, quer se testar logo contra os melhores. A primeira oportunidade vai ser no Pan de Jiu-Jitsu de 2015, torneio que está a todo vapor em Irvine. O filho de Alexandre “Gigi” Paiva briga por medalha no peso-pena, no fim de semana.

Antes de viajar à Califórnia, Victor passou duas semanas com a fera Roger Gracie na Inglaterra. Ele aproveitou para sugar lições vitoriosas do maior vencedor de títulos mundiais da IBJJF.

“O Roger é o cara. Nesse curto tempo que estive com ele aprendi muito, no tatame e ainda mais fora dele. Mentalidade de como levar a vida e métodos de treino foram alguns dos aspectos que absorvi com o Roger. Um exemplo de método são os treinos específicos, em que já começamos numa posição específica que queremos trabalhar. É o jeito mais fácil e eficaz de se colocar em situações desconfortáveis. Desse modo, você fica confiante e seguro em qualquer situação, o que faz seu Jiu-Jitsu turbinar”, conta Genovesi.

Indagado por GRACIEMAG, Victor analisou a divisão dos penas a nível mundial, que tem Rafael Mendes como o atual bicho-papão.

“Se eu falasse que não quero lutar com o Rafael seria mentira, mas não é só com ele. Quero ter a oportunidade de lutar com todo mundo, e aprender sempre com todos. Na pior das hipóteses, vou ganhar uma aula particular com direito a vídeo para poder assistir quantas vezes eu quiser! Quero lutar com todo mundo, esse é o melhor caminho para evoluir e me testar”, analisa Victor, que terminou seu camp na academia de Lucas Lepri, nos EUA: “Os treinos foram alucinantes na academia do Lucão. Apanhei muito e aprendi ainda mais. Parece que saí da guerra. Como eu gosto de passar, meu jogo é parecido com o do Lucão por cima. Mas também puxei um pouco do meu pai. Sou fã do Jiu-Jitsu do Lucão. Treinei de tudo no camp: muita guarda e muita passagem. Estou com vários macetes novos”, encerra.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *