Saúde e dieta: 3 dicas para você controlar a alimentação e o peso para o Jiu-Jitsu

Share it
Quer treinar melhor? Alimente-se de forma certa. Foto: Agricultural Research Service

Quer treinar melhor? Alimente-se de forma certa. Foto: Agricultural Research Service

Exagerar um pouco na comida, um fim de semana ou outro, não faz mal a saúde, mas o problema é quando essa vontade de comer em excesso torna-se uma compulsão alimentar. A má alimentação é um dos maiores inimigos da humanidade hoje, mas pode ser combatida – e o treino de Jiu-Jitsu é uma das melhores terapias.

Afinal, quem consegue ir treinar empanturrado? E quem tem vontade de devorar em sequência frituras ou doces ao se sentir cheio de serotonina e vigor após uma boa suada na academia?

Seja como for, a compulsão alimentar ainda é um fantasma na nossa sociedade, quando a pessoa, muitas vezes ansiosa, passa comer mesmo quando não está com fome, belisca mesmo estando satisfeita e consome alimentos em grandes quantidades e em pouco tempo.

De acordo com o nutrólogo Fernando Bacalhau, uma das causas da compulsão alimentar é a adoção de uma dieta restrita, que corta nutrientes importantes, além de comidas de que a pessoa gosta.

“A dieta restrita impede que o indivíduo consuma os nutrientes importantes para a manutenção da saúde. A falta de carboidratos, proteínas, gorduras a longo prazo pode provocar ansiedade, depressão e compulsão alimentar”, afirma ele.

Para o especialista em nutrição, algumas medidas podem ajudar você a controlar os assaltos à geladeira.

1. Estabeleça horários fixos para comer e siga o cronograma

“O ideal é não comer mais de quatro vezes ao dia. Controlar a alimentação e manter esse hábito ajuda a controlar os desejos. Dessa forma, você vai conseguir emagrecer de forma saudável”, recomenda.

2. Escolha um cardápio equilibrado

“A falta de qualquer grupo de nutriente na alimentação pode fazer a compulsão voltar. Por isso, é importante manter alguns alimentos ricos em carboidratos e excluir alguns como o açúcar refinado. Optar pelo arroz integral, legumes, verduras, batata doce, frutas ajuda a evitar a fome e o desejo de comer”, explica o especialista.

3. Hidratar faz parte da alimentação

“Nos intervalos da refeição, se o corpo está desidratado, o cérebro pode interpretar que está com fome, mas o que realmente ele precisa é só de um copo de água. Por isso, beba líquido com frequência”, indica Bacalhau.

E você, leitor, seguiu alguma recomendação que mudou sua educação alimentar? Comente com a gente.

Para saber mais como os campeões de Jiu-Jitsu se alimentam, leia aqui sobre a Dieta Gracie.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *