Léo Leite vence 6ª no MMA e detalha nocaute mesmo com músculo do bíceps rompido

Share it
Léo Leite venceu na sexta-feira por nocaute técnico, no segundo assalto. Foto: Mike Calimbas

Léo Leite venceu na sexta-feira por nocaute técnico, no segundo assalto. Foto: Mike Calimbas/Divulgação

Peso pesadíssimo de ouro nos tempos do Jiu-Jitsu, Leonardo Leite (Alliance) se mostrou um peso médio ágil e com recursos nessa sexta-feira, 27 de fevereiro, ao lutar pelo cinturão do Legacy FC, em Houston. O fim do embate contra Larry Crowe (9v, 4d), aos 2min19s do segundo assalto, revelou ainda outra faceta do judoca: um nocauteador furioso.

“O filha da mãe disse que a minha joelhada pegou no saco, mas eu sabia que não tinha sido, aí bati com tudo, inclusive com o braço que estava ruim. Na semana da luta rompi o bíceps do braço esquerdo e não contei para ninguém. Se o juiz não interrompe ali, não sei se conseguiria seguir”, comentou Léo Leite (6v, 0d) com o GRACIEMAG.com, ainda cheio de dor no braço, bem inchado.

(Veja como Léo Leite venceu no Legacy FC 39, aqui.)

Além da superação por conta da lesão, o faixa-preta membro da equipe Blackzilians, na Flórida, tirou outras lições de sua sexta vitória consecutiva no MMA.

“Gostei da luta, lutar com canhoto é diferente mas acho que fui bem, troquei bastante golpes em pé e mostrei que não sou só um grappler. A contusão me trouxe problemas, eu não conseguia dar cruzado nem gancho, mas deu tudo certo. No fim do primeiro assalto consegui umas quedas, e no segundo assalto clinchei na grade e dei a joelhada na barriga que ele sentiu. Aí fiquei batendo até o juiz interromper”, relembrou o judoca, que espera agora sentir a mesma adrenalina no palco maior do UFC.

“Eu só estou aguardando o chamado, porque já me sinto preparado para o Octagon. Quero lutar o quanto antes, não acho que a minha recuperação vá demorar muito. Assim que chegar ao Rio vou ao médico ver isso”, concluiu o carioca.

Legacy FC 39
Arena Theatre | Houston, Texas
27 de fevereiro de 2015

Leonardo Leite venceu Larry Crowe por nocaute técnico aos 2min19s do R2
Daniel Pineda finalizou Tom Webb no triângulo aos 49s de luta
Valentina Shevchenko venceu Jan Finney por decisão unânime
Mike Bronzoulis venceu Jonathan Harris por nocaute a 1min43s do R1
Kevin Aguilar venceu Alex Black por nocaute técnico aos 3min13s do R3
Brice Ritani-Coe venceu Dale Mitchell por nocaute a 1min53s do R1

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *