Ex-TUF, Peregrino mira finalização e vencer com o Jiu-Jitsu no Face to Face

Share it

Peregrino, ex TUF Brasil, busca no Jiu-Jitsu o atalho para a vitória. Foto: Divulgação

Peregrino, ex TUF Brasil, busca no Jiu-Jitsu o atalho para a vitória. Foto: Divulgação

Cercado de expectativa, o Face to Face Itaboraí, que rola neste sábado, dia 21, na cidade de Itaboraí (RJ), trará para o público grandes estrelas do MMA nacional. Entre os nomes que abrilhantam o card, está Joilton Peregrino, ex-participante do reality show “The Ultimate Fighter Brasil 3”. O atleta, natural de Campina Grande (PB), é especialista em luta de chão e possui um cartel de nove vitórias e apenas duas derrotas. O lutador enfrentará Alex Cowboy pela categoria dos meio-médios.

Diferente de muitos atletas de MMA, Joilton diz que não realiza camps específicos para os seus duelos e se mantém preparado o ano todo para qualquer oportunidade. Especialista no Jiu-Jitsu, o lutador intensificou seu muay thai durante três meses em Curitiba para surpreender o seu oponente.

“Eu procuro dizer que não faço camp para nenhuma luta, me mantenho preparado o ano inteiro para surgir uma oportunidade e caso isso ocorra, só preciso de 30 dias para subir no octógono. Essa luta eu fiz uma preparação intensa na academia XGYM, tive o suporte do treinador Josuel Distak e todo treinamento de MMA. Ano passado fiquei três meses fazendo um intensivo de muay thai, que é uma deficiência no meu jogo, na evolução thai, em Curitiba. O meu adversário possui um cartel excelente e precisa ser respeitado. Recusei muitas lutas contra adversários que possuíam cartel negativo, pois sei que para me credenciar melhor no ranking nacional preciso vencer atletas contundentes. O meu oponente é perigoso, mas vou fazer meu jogo e levar para baixo para finalizar”, disse.

Sem lutar desde 2013, o paraibano explicou os motivos pelo grande tempo de inatividade. Apesar da falta de ritmo de lutas, Peregrino garante estar preparado para o seu primeiro combate de 2015.

“É importante estar lutando, mas acredito que esse tempo de inatividade não vai me atrapalhar. Quando eu sai da casa do TUF, tinha um contrato de disponibilidade, que me deixava na geladeira esperando um convite para lutar dentro da organização, mas não aconteceu. Depois disso tive a oportunidade de lutar no próprio Face to Face, mas acabei quebrando a mão. Infelizmente essas coisas aconteceram, mas serviu para o amadurecimento e sem dúvida nenhuma hoje vou levar toda essa sabedoria para dentro do octógono”, afirmou.

Face to Face Itaboraí
Itaboraí – RJ (Vera Gol Clube)
21 de fevereiro de 2015, 20h

Márcio Pedra (Pejor) x Sílvio Boxer (XGYM) – 77kg (meio-médio)
Guilherme Bomba (BH Rhinos) x Jorginho Filho (War Machine CT) – 77kg (meio-médio)
Pedro Nobre (BTT) x José Maria “No Chance” (Team Nogueira)- 57kg (moscas)
Joilton Peregrino (XGYM) x Alex Cowboy (TFT) – 77kg (meio-médio)
Rafael Correia (Rizzo Ruas Vale Tudo) x André Muniz (TFT) – 84kg (médios)
Bruno Suema (XGYM) x Marcus Cabecinha (Clayton Mangueira Team) – 57kg (moscas)
Alexandre Dias Cirne (CTLA Nova União) x Júnior Kamikaze (Pejor-Striker) – 61kg (galos)
Clayton Nunes (Equipe Bebezão) x Ugo Barbosa (Russão Thai Itaboraí) – 77 kg (meio-médio)
Andrezão (XGYM) x Marco Aurélio (Projeto Favela Kombat) – 93kg (meio-pesado)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *