Adversário de Demian no UFC, LaFlare dispara: “Ele é bom de Jiu-Jitsu? Eu também”

Share it
LaFlare posa ao lado de Demian Maia na primeira encarada para o UFC Rio. Foto: Carlos Arthur Jr./GRACIEMAG

LaFlare posa ao lado de Demian Maia na primeira encarada para o UFC Rio. Foto: Carlos Arthur Jr./GRACIEMAG

O Maracanã deixou o futebol de lado por um dia para receber as feras do UFC Rio, que será realizado no dia 21 de março. Nesta ensolarada terça-feira, dia 10 de março, Demian Maia e Ryan LaFlare ficaram frente a frente para o jornalistas na primeira encarada para o evento no Maracanãzinho, e logo após batem um papo com os presentes da imprensa.

Demian falou sobre sua trajetória no UFC, finalizações e sobre o jogo comum de seus adversários quando chegam no solo, que é derrubar e amarrar . Porém, LaFlare disse que pretende fazer a lluta de um jeito diferente com Demian.

O americano, que treina na Blackzilians, disse não estar preocupado com o exímio finalizador e que, se a luta for no chão, ele vai lutar no chão também:

“O meu jogo é derrubar, não abandonaria isso. E eu estou muito confiante no solo, treino muito Jiu-Jitsu na Blackzilians. Eu pretendo deixar a luta na minha área, mas se for pro solo vou estar confortável. Ele é bom no chão? Eu também sou. Ele vai entrar lá para ganhar? Eu também vou”, disse LaFlare.

Ainda no dia de atividades, outros dois brasileiros do card falaram com os jornalistas. Léo Santos, conhecido atleta do Jiu-Jitsu hoje no UFC, falou sobre a emoção de lutar no RIo de Janeiro e no Maracanãzinho:

“Lutar no Rio é diferente. O Maracanãzinho já me proporcionou ótimos momentos no Jiu-Jitsu, e agora vou estar muito preparado para dar meu melhor no UFC”, disse.

O seguinte foi Erick Silva. Já experimentado entre os meio-médios, Erick espera sua nova trajetória no Ultimate com mais vitórias e não se arrepende de ter pego adversários mais complicados anteriormente no percurso:

“Eu acho que cada momento é um momento. Nas ocasiões anteriores, vindo de boas vitórias, a organização tinha que me testar. Ganhei alguns bônus e faltaram detalhes para vencer os duelos mais duros, mas meus treinos estão cada vez melhores e pretendo trabalhar cada vez mais para estar cada dia mais forte”, disse Erick.

UFC Rio 6
Maracanãzinho, Rio de Janeiro
21 de março de 2015

Demian Maia x Ryan La Flare
Gilbert Durinho x Josh Thomson
Erick Silva x Ben Saunders
Leonardo Santos x Matt Wiman
Leandro Buscapé x Drew Dobber
Leonardo Macarrão x Cain Carrizosa
Francisco Massaranduba x Akbarh Arreola
Godofredo Pepey x Andre Fili
Amanda Nunes x Shayna Baszler

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *