Mackenzie Dern fala de suas finais e da inversão em Gabi no Europeu de Jiu-Jitsu

Share it
Mackenzie Dern chegou a duas finais no Europeu de Jiu-Jitsu. Foto: Arquivos Graciemag

Mackenzie Dern chegou a duas finais no Europeu de Jiu-Jitsu. Foto: Arquivos Graciemag

Após conquistar seu lugar em duas finais no Europeu de Jiu-Jitsu, uma no peso leve e uma no absoluto faixa-preta, Mackenzie Dern tem motivos de sobra para comemorar sua participação no torneio.

As vitórias nas finais não vieram, mas as duas pratas no Europeu são garantia de uma evolução constante da filha prodígio de Wellington Megaton e promessa de mais barulho no Mundial de Jiu-Jitsu.

A casca-grossa conversou com GRACIEMAG sobre os treinos para o Europeu, praticando MMA com o noivo Augusto Tanquinho, sua trajetória no torneio, os detalhes que lhe escaparam nas finais e do momento que levantou a galera em Lisboa, ao conseguir escapar do amasso de Gabi Garcia na final do absoluto. Confira!

GRACIEMAG: Como foi a preparação para o Europeu de Jiu-Jitsu? Algo atípico?

Mackenzie Dern: Eu fiz 100% do meu camp no Arizona, EUA, com meu pai e o meu noivo. Treino de kimono e treinos diários de MMA. O plano não é migrar para o MMA ainda, mas a atividade serviu para melhorar meu gás e a minha mente. Fazia três treinos diários, dois pesados e um mais leve. Fiz o trabalho na MMA Labs, e foi muito bom. Minha disposição mudou totalmente. Só não gostei de levar socos na cara. (risos)

Toda essa preparação te levou a duas finais no Europeu. O que você pode falar da final no peso-pena, contra Nicolini?

Eu sinto que estou indo bem no peso, mas ainda falta alguma coisa. Pela segunda vez eu lutei com a Nicolini, estava ganhando, e perdi faltando 15s para o fim. Eu tenho confiança que posso ganhar de qualquer uma no meu peso, tenho todas as armadilhas para tal, só falta treinar para conseguir usar todas na hora da luta. è frustrante, mas prefiro passar por essas dificuldades agora e chegar melhor no Mundial.

E sobre o absoluto? Mais uma vez contra a Gabi Garcia. O que pensou quando viu que seria ela na final?

Eu já esperava a Gabi na final. Meu foco era vencer nas chaves para chegar na final contra ela. O absoluto foi depois da final no peso, e ter ficado com a prata me deu uma vontade maior no absoluto. Não queria duas pratas, então me joguei com tudo. Porém, a Gabi é uma adversária muito difícil.

E aquela inversão com o cotovelo? Estava planejado?

Não, surgiu na hora. Eu sabia que ela, do cem-quilos, gosta de atacar na americana, mas a transição surgiu na hora. Me preocupei em prestar atenção no movimento dela e manter meus cotovelos fechados. Quando ela virou pra atacar eu virei junto, com tudo. Não podia perder a oportunidade. Assim que virei sabia que queria ir para as costas. Não tentei os ganchos, sabia que seria mais difícil, então fui direto para a pegada do estrangulamento. Acabei perdendo a posição, não me dei por vencida, mas a Gabi voltou mais justa e me finalizou.

(Clique na foto e reveja o lance)

Teria feito algo diferente depois de ver o replay da luta?

Depois de ter conversado com pessoas e revendo o combate, vi outras chances de melhorar a posição que eu conquistei. Poderia ter feito uma pegada diferente, e também acho que mudei de posição na hora errada. Mas ela é campeã mundial e muito dura. Olhando de fora parece fácil fazer outra coisa, mas na hora da luta é diferente.

O que esperar da Mackenzie no Mundial depois da atuação no Europeu?

O meu foco é o peso. Quero ser campeão mundial no meu peso. Mas vou lutar o absoluto sim, com 100% de vontade. Espero conseguir mais duas finais no Mundial!

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *