Pitbull fala sobre desafiantes no Bellator: “Tamanho não importa”

Share it
Patricio Pitbull descarta descida de peso, mesmo tendo adverários maiores em 66kg. Foto: Divulgação/Bellator

Patricio Pitbull descarta descida de peso, mesmo tendo adverários maiores em 66kg. Foto: Divulgação/Bellator

Em evidência após defender o cinturão dos pesos-penas (66kg) do Bellator, Patricio Pitbull festeja o seu atual momento e o aumento de sua popularidade em território brasileiro. Após finalizar o norte-americano Daniel Strauss, no último dia 13 de janeiro, o potiguar defendeu o seu título pela primeira vez, engatou uma sequência de seis vitórias consecutivas e chegou ao 23° resultado positivo na carreira. O brasileiro, que ainda se encontra nos Estados Unidos para passar por alguns procedimentos à base de células tronco para curar antigas lesões, deve retornar ao Rio Grande do Norte nos próximos dias para iniciar o planejamento para o próximo combate contra o armênio Georgi Karakhanyan, ainda sem data definida.

O aguardado duelo pelo título de um dos principais eventos de MMA do planeta será uma revanche para o lutador estrangeiro, uma vez que Patricio não deu chances para Karakhanyan e o nocauteou no Bellator 37, disputado em março de 2011. Nem mesmo o ótimo retrospecto recente do adversário preocupa o brasileiro, que pretende ditar o ritmo do combate e definir o resultado sem que haja decisão dos árbitros.

“Ele melhorou as habilidades dele no solo e as quedas, que já eram boas, tem boa trocação, boas transições. Mas me vejo bem mais forte que ele tanto no chão quanto em pé, acho que posso ditar o ritmo e os aspectos da luta. Vai ser uma boa vitória pra mim, e quero definir a luta antes do quinto round”, comentou o atleta, que se vê consolidado entre os penas e não tem planos para baixar de categoria.

“Não adianta eu ir para 61 ou 57, todas as categorias têm lutadores mais altos que eu. Eu sou um lutador sólido, forte, meu peso é 66 mesmo. Tenho 1,66m, alguns lutadores são da minha altura, mas a maioria é mais alto. Ontem assisti uma luta aqui nos EUA, um cara com 1,80m e o outro 1,85m, os dois 57kg. Não tem diferença. Eu nasci assim, foi a altura que Deus me deu, estou satisfeito. Consigo lutar de igual para igual com qualquer um. A prova disso é que tenho o cinturão mundial. Manny Pacquiao, Frankie Edgar, esses caras enfrentam caras mais altos e são ou já foram campeões mundiais. O tamanho não importa”, enfatizou.

Um dos rostos mais conhecidos do Bellator na atualidade, Patricio Pitbull chegou à organização norte-americana em 2010 e, desde então, acumulou incríveis 11 vitórias, sendo cinco delas por nocaute. O estilo agressivo e a habitual raça nordestina, fizeram com que Pitbull ganhasse notoriedade entra os fãs brasileiros. Prova disso, foi a grande audiência de seu primeiro combate em 2015, que ficou entre os líderes de audiência nos canais de TV por assinatura no Brasil.

“Normal, é uma organização mundial, bem estruturada, com uma plataforma gigantesca. Então não posso esperar menos que o reconhecimento. Eu já tenho 13 lutas pela organização, acho até que demorou demais para as coisas acontecerem, mas graças a Deus tudo está mudando. Estou feliz que posso ser um dos rostos lembrados aí do Bellator no Brasil”, comemorou.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *