Dores nas costas? Confira tratamentos não cirúrgicos para a hérnia de disco

Share it
Costas de mulher, em pintura do francês Edgar Degas. Imagem: Divulgação

Costas de mulher, em pintura do francês Edgar Degas. Imagem: Divulgação

Prestar atenção na postura correta não é uma atitude crucial apenas para você não ser raspado e arremessado durante os treinos de Jiu-Jitsu. É, sim, a recomendação principal de especialistas para você se prevenir de incômodos nas costas, que podem piorar com os anos.

De fato, se suas dores lombares não forem tratadas da maneira correta, podem se acentuar e evoluir para doenças mais graves como a hérnia de disco. Segundo o fisioterapeuta Helder Montenegro, especialista em coluna vertebral e presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna), a hérnia de disco se instala quando os discos intervertebrais, que funcionam como amortecedores, sofrem um desgaste provocando a compressão das raízes dos nervos:

“Entre as vértebras ficam localizados os discos intervertebrais, sendo que estes são constituídos por uma parte central, chamada núcleo pulposo, de uma parte periférica composta de tecido cartilaginoso denominado anel fibroso e de uma parte superior e inferior chamado placa terminal. Quando o núcleo pulposo sai através de uma fissura em seu anel fibroso, configura a hérnia de disco. Os discos intervertebrais sofrem esse desgaste em decorrência do uso repetitivo, o que facilita a formação da hérnia”, diz Montenegro.

A hérnia pode provocar dores no braço ou na perna, formigamento nos pés ou nas mãos, dormência nos braços ou nas pernas, diminuição de força e atrofia de musculatura, isso em atletas de Jiu-Jitsu e mesmo de gente que jamais treinou. “A hérnia de disco é mais frequente na região lombar, mas pode se apresentar em outras áreas da coluna. Esses sintomas deixam o individuo limitado durante a realização de atividades simples no dia a dia”, acrescenta o especialista, que lista alguns tratamentos para o problema.

Tratamento não cirúrgico para hérnia de disco

Existem diversas possibilidades de tratar a hérnia de disco sem a necessidade de procedimento cirúrgico. Conheça alguns dos métodos empregados:

RMA da Coluna Vertebral

Nesse tratamento são empregadas técnicas de fisioterapia manual, mesa de tração eletrônica, mesa de descompressão dinâmica, estabilização vertebral e exercícios específicos. “O objetivo é promover um grau maior de mobilidade músculo-articular e reduzir a compressão causada no complexo de disco vertebrais e facetas. Outro benefício é que os exercícios promovem o aumento da força dos músculos profundos e posturais da coluna vertebral”, descreve o fisioterapeuta.

Fisioterapia manual

O tratamento por meio de fisioterapia manual tem a finalidade de reduzir o acometimento de dores e espasmos, ao promover um aumento da mobilidade dos tecidos moles que causam alterações no movimento articular. As técnicas de fisioterapia manual mais utilizadas são a osteopatia, maitland, mulligan e mobilizações articulares.

Pilates

Esse método tem o intuito de aumentar o condicionamento físico e mental através de exercícios que trabalham todo o corpo, empregando diferentes aparelhos e equipamentos. O pilates busca proporcionar consciência corporal, flexibilidade, equilíbrio e força muscular. “O fortalecimento dos músculos que sustentam a coluna efetivamente protege ossos e articulações de lesões, o que ajuda a diminuir a sobrecarga na lombar”, conclui Montenegro.

A seguir, relembre uma série para você fortalecer sua lombar para os treinos de Jiu-Jitsu:

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article
  1. Neudson William Oh Santo at 5:07 pm

    boa tarde.
    tenho muita dores nas costas fiz um exame ressonância magnética.
    mas não souberam mim explicar o que eu tenho.

    DESCRIÇÃO:

    Não se demonstra alteração significativas do eixo lombo-sacro.

    Corpos vertebrais com estrutura óssea integra. Imagem de aspecto cístico no interior do corpo vertebral de S1 medindo 1 cm.

    Redução na altura do disco L3-L4 com discreta desidratação associada.Demais disco lombares em alterações.

    Ausência de protrusão discal significativa quer seja focal ou difusa.

    Espaço liquórico amplo e bem definido.

    Dimensões normais do canal medular lombo-sacro.

    Cone medular tópico, sem modificações na intensidade de sinal.

    Arcos posteriores de configuração anatômica.

    Articulações interfacetárias sem alterações.

    Musculatura paravertebral de configuração anatômica.

    o que eu tenho é Hérnia de disco?

  2. Kleber Pototski at 1:34 am

    Olá Neudson. Com esta descrição sua coluna lombar está jóia, espaços íntegros, dimensões normais, ausência de protusão discal…td aí sem alterações. Acredito que sua algia seja por fraqueza, tanto do abdômen ou do transverso do abdômen e principalmente dos paravertebrais… Um Pilattes solo ou nos aparelhos seria bem indicado… ou até mesmo musculação… abraço.

  3. Alexey at 1:03 pm

    Olá, tenho 3 hernias de disco, sendo duas lombares e uma toracica. Estou afastado do tatame há 8 anos e com muita vontade de voltar a treinar. Porém, tenhi medo de piorar minha situação. Os médicos não indicam voltar ao treino. Gostaria da opinião de vocês quanto a isso. Acham que é viável voltar a treinar usando colete, por exemplo? Obrigado! Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *