Comentarista analisa consequências do caso Jon Jones: “Imagem arranhada”

Share it
Jon Jones esteve a 27s de perder o cinturão do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Jon Jones, campeão meio-pesado do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Jon ”Bones” Jones deu uma breve pausa em sua carreira vitoriosa, marcada por feitos inéditos, títulos e muita fama. O campeão meio-pesado do UFC foi pego em teste surpresa com resíduos de cocaína no sangue, e decidiu se internar numa clínica de reabilitação, até para tentar fazer a poeira da polêmica baixar.

Carlão Barreto, comentarista de MMA e ex-campeão de MMA nos anos 1990, analisou todo o caso, a pedido do GRACIEMAG.

“Quando li a notícia fiquei chocado. Não esperava tal atitude de um desportista, ainda mais um atleta tão competitivo como Jones. Mas o ser humano é falho, e muitas vezes é vítima de suas más escolhas. Jamais vou julgá-lo, aliás, não julgo ninguém. Contudo, sua imagem certamente ficará arranhada”, avaliou Carlão.

O faixa-preta de Jiu-Jitsu comentou o não afastamento do lutador do UFC, e previu os próximos passos na vida de Jones:

“Ele não foi afastado do evento e pelo que li não será, já que a substância benzoilecgonina não consta na lista da agência antidoping quando o atleta não está no período de competição. Portanto, passamos da esfera do esporte e entramos na questão da saúde, ou seja, Jones deve ser tratado como um doente. Ele vai para uma clínica de reabilitação, que todos sabemos ser barra pesada. O cara precisa ter muita força de vontade, muito desejo de abandonar a droga e sempre lembrar que ele está em recuperação. Parece que, após sair da clínica ele quer morar próximo de seu técnico e mentor Greg Jackson, para focar mais nos treinos e ficar longe do glamour e do agito. Sinceramente, desejo que o atleta se recupere, não apenas para voltar ao octógono, mas para recuperar sua dignidade como homem e pai de família”, analisou o comentarista.

Carlão aproveitou para deixar uma dica para os jovens atletas:

“Espero que a situação sirva de lição e exemplo para os mais jovens. A droga é uma ilusão, seja um cigarrinho de maconha, cocaína ou crack, não interessa. Sair do seu estado normal em busca de um prazer fugaz é a maior furada! As drogas muitas vezes são um caminho sem volta. O legal é ser careta, ter a cabeça no lugar, curtir coisas saudáveis e que possam lhe trazer algo de útil. A droga é um câncer na sociedade, destrói sonhos, acaba com a família, leva as pessoas para a sarjeta”, concluiu, enfático.

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. Claudion Carlos at 5:48 pm

    internaçao minima para ser eficiente nao e menos de 9 meses… vai ficar la uns 30 dias no maximo… tratamento para ingles ver… baixar a poeira e dar uma de vitima do sistema …ou melhor vitima do sucesso e do glamour…

    so acredito que esta em recuperaçao se ficar minimo de 9 meses internado !! e 1 ano de gancho do UFC !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *