Jon Jones supera Daniel Cormier e mantém cinturão no UFC 182

Share it
Jon Jones vibra após bater seu rival no UFC 182. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Jon Jones vibra após bater seu rival no UFC 182. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

O esperado duelo entre Jon Jones e Daniel Cormier, pelo cinturão peso meio-pesado do UFC, finalmente aconteceu. O combate rolou no MGM Grand Arena, em Las Vegas, Nevada, no UFC 182. O 3 de janeiro, data da primeira edição do Ultimate em 2015, foi o dia em que Jones superou Cormier em grande luta para se manter no topo dos 93kg da organização.

No co-evento principal da noite, Donald Cerrone venceu Myles Jury na decisão unânime dos jurados. Ainda na noite, o brasileiro Rodrigo Damm não foi páreo para Evan Dunham, e acabou derrotado também na decisão e amargou seu terceiro revés seguido. Confira os destaques:

Jones controla Cormier e mantém título

Temperado por meses de rivalidade e ofensas, Jon Jones e Daniel Cormier pisaram no octagon do UFC para resolver de fato suas diferenças. O duelo, programado para cinco assaltos, chegou aos 25min de combate para o deleite dos fãs presentes na arena.

Após um evento morno em geral, Jones e Cormier aceleraram o combate logo de início. Jones usava tudo que tinha, entre pisões no joelho e mãos esticadas no rosto de Cormier, aplicava bons socos e chutes altos. O desafiante, por sua vez, tentava encurtar para ter chance de superar a maior envergadura dos cages, e quando conseguia, aplicava duros uppercuts que sacudiam o campeão.

O duelo seguiu nessa linha, com cotoveladas de Jones e uppers de Cormier, mas o campeão se fazia valer do tamanho para controlar Cormier. As tentativas de queda seguiam empatadas entre os wrestlers, até que Jones conseguiu duas derrubadas seguidas no double-leg. O cansaço chegou, mas a luta não esfriou.

O fim do combate se aproximava, mas apesar do equilíbrio no combate era clara a decisão do vencedor. Após 25 minutos de luta, Jon Jones superou seu rival e manteve o dourado cinturão meio-pesado do UFC em sua posse.

Cerrone vence Jury e já pensa no próximo combate

Cerrone aplica a chave omoplata em Jury para raspar e avançar no solo. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Cerrone aplica a chave omoplata em Jury para raspar e avançar no solo. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

No co-evento principal da noite, Donald Cerrone colocava mais um combate em sua maratona de lutas ao encarar Myles Jury pela divisão de leves do UFC. Após lutar oito vezes entre 2013 e 2014, com apenas duas derrotas, o cowboy do UFC planeja mais uma temporada de muitos combates ao abrir o calendário de 2015, e com vitória.

Cerrone começou o duelo sendo levado pra baixo, mas usando a queda para pegar Jury na chave omoplata. O adversário não cedeu ao arrocho, mas não foi capaz de conter a raspagem, que foi porta para a passagem de guarda e da pegada de costas. No sufoco, Myles ainda defendeu a tentativa de estrangulamento, além de ser salvo pelo gongo de um armlock que Cerrone aplicou saindo das costas.

Depois disso, o duleo ficou basicamente na trocação. Chutes fortes de ambos os atletas ditaram o duelo, até que no terceiro assalto Cerrone descontou toda a frustração nos últimos, aplicando duros chutes em Jury com as costas no solo. Vitória para Cerrone na decisão unânime. Agora, o cowboy vislumbra uma próxima batalha já em fevereiro.

Confira os resultados completos:

UFC 182
Las Vegas, Nevada
03 de janeiro de 2015

Jon Jones venceu Daniel Cormier na decisão unânime dos jurados
Donald Cerrone venceu Myles Jury na decisão unânime dos jurados
Brad Tavares venceu Nate Marquardt na decisão unânime dos jurados
Kyoji Horiguchi e Louis Gaudinot na decisão unânime dos jurados
Hector Lombard venceu Josh Burkman na decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Paul Felder nocauteou Danny Castillo aos 2min09s do R3
Cody Garbrandt venceu Marcus Brimage por nocaute técnico aos 4min50s do R3
Shawn Jordan nocauteou Jared Connonier aos 2min57s do R1
Evan Dunham venceu Rodrigo Damm na decisão unânime dos jurados
Omari Akhmedov venceu Mats Nilsson na decisão unânime dos jurados
Marion Reneau venceu Alexis Dufresne na decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *