Lyoto Machida nocauteia e Renan Barão usa o Jiu-Jitsu para finalizar no UFC Barueri

Share it
A brutal canelada de Lyoto Machida no UFC Barueri. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

A brutal canelada de Lyoto Machida no UFC Barueri. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Mais uma grande apresentação de MMA foi realizada em solo brasileiro, com a última edição do Ultimate em 2014. No UFC Fight Night 58, realizado em Barueri, São Paulo, na noite do último sábado, dia 20 de dezembro, os ex-campeões do card reinaram.

Na luta principal, Lyoto Machida mostrou a força do seu chute ao nocautear CB Dolloway com forte pancada na linha de cintura, ainda no primeiro assalto. No co-evento, Renan Barão sentiu a força de Mitch Gagnon, mas usou o Jiu-Jitsu para finalizar no último assalto e sair coma vitória.

Antes, Antônio Cara de Sapato trabalhou sua perigosa guarda de campeão Pan-Americano de Jiu-Jitsu, mas não foi páreo para Patrick Cummins, que venceu na decisão e tirou a invencibilidade do casca grossa. Confira os destaques:

Lyoto usa o karate Machida para vencer

Na luta principal do UFC Barueri, Lyoto Machida, ex-campeão meio pesado do Ultimate, encarou CB Dollaway na divisão de médios. Lyoto seguia em busca de nova chance ao cinturão, após derrota para Chris Weidman pelo título, enquanto Dollaway queria, sobre o brasileiro, fazer um salto na carreira e sonhar com vôos maiores na organização.

Porém, o combate logo foi definido. Com sua característica base de karate, mão levantadas e marcação forte em todos os movimentos do adversário, Lyoto se mantinha uma rocha na defesa. CB arriscava mais, parecia querer o combate franco, contudo o ataque mais violento e definitivo para a luta veio de Lyoto.

Com um chute lateral potente e certeiro na costela de Dollaway, Lyoto fez estrago suficiente para o americano acusar e levar a mão ao tórax. O brasileiro foi pra cima com tudo, desferiu mais alguns golpes e obrigou o árbitro a interromper o combate com pouco mais de um minuto de combate.

Barão vence luta dura com o Jiu-Jitsu

Barão ajusta o katagatame para finalizar Gagnon. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Barão ajusta o katagatame para finalizar Gagnon. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

No co-evento principal da noite, Renan Barão voltava de conturbada estadia no UFC contra mais um azarão, a bola da vez era Mitch Gagnon. O duelo, nos pesos-galos do Ultimate, traria de volta o filme de TJ Dillashaw para Renan, mas o Jiu-Jitsu lá estava para lhe salvar.

No início do com bate, Mitch usava a tática do atual campeão peso-galo contra o ex-campeão Renan, bastante movimentação e golpes certeiros. Barão parecia ainda não se encontrar e o canadense finalizador gostava do combate em pé. De repente, Renan conseguiu acertar belo knockdown no fim do primeiro assalto e o duelo na trocação era assim posto a favor do brasileiro.

Na segunda etapa, porém, Gagnon usou bem as grades para pressionar o potiguar e em seguida encontrar espaço para golpear. A tática truncada deu a Mitch o segundo assalto e o terceiro round ficava para definir.

Após investir nos chutes e disputar ponto a ponto o assalto, Renan conseguiu derrubar, montar, e de lá foi liquidado o combate. Com o braço laçado e após passar a guarda, Renan Barão apertou no katagatame e foi questão de esperar a batucada de Mitch Gagnon.

“Dillashaw, tenho dois presentes para você: Minha mão direita e minha mão esquerda. Vou calar sua boca para você parar de falar besteira”, disse o brasileiro em mensagem endereçada ao atual campeão peso-galo do UFC, TJ Dillashaw.

Outros destaques ficaram para as finalizações dos faixas-pretas de Jiu-Jitsu Erick Silva e Leandro Brodinho, que tiraram os três tapinhas de seus oponentes com um katagatame e um estrangulamento mão com mão, respectivamente.

Confira os resultados completos:

UFC Fight Night: Machida x Dollaway
Barueri, São Paulo, SP
20 de dezembro de 2014

Lyoto Machida venceu CB Dollaway por nocaute técnico aos 1min02s do R1
Renan Barão finalizou Mitch Gagnon no katagatame aos 3min53s do R3
Patrick Cummins venceu Antônio Cara de Sapato na decisão unânime dos jurados
Rashid Magomedov venceu Elias Silvério por nocaute técnico aos 4min57s do R3
Erick Silva finalizou Mike Rhodes no katagatame aos 1min15s do R1
Daniel Sarafian venceu Junior Alpha por nocaute técnico (desistência) a 1min01s do R2

Card preliminar

Marcos Pezão venceu Igor Pokrajac por nocaute técnico a 1min59s do R1
Renato Moicano finalizou Tom Niinimaki no mata-leão aos 3min30s do R2
Hacran Dias venceu Darren Elkins na decisão unânime dos jurados
Leandro Brodinho finalizou Ulka Sasaki no estrangulamento mão com mão aos 4min13s do R2
Tim Means venceu Márcio Lyoto na decisão dividida dos jurados
Vitor Miranda nocauteou Jake Collier aos 4min59s do R1

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *