Cigano bate Miocic e Rafael dos Anjos atropela Nate Diaz no UFC em Phoenix

Share it
Cigano em trocação franca com Miocic na luta principal do UFC Phoenix. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Cigano em trocação franca com Miocic na luta principal do UFC Phoenix. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Recheado de grandes lutas, o UFC levou seu octógono para Phoenix, no Arizona, nesse sábado, dia 14, para mais uma edição do Fight Night. Na luta principal, Junior Cigano e Stipe Miocic travaram uma verdadeira batalha, e o brasileiro levou a melhor.

No co-evento, Rafael dos Anjos mostrou toda sua técnica e subjugou Nate Diaz em três assaltos de superioridade. Antes, Gabriel Napão perdeu por nocaute técnico e Claudinha Gadelha foi superada na decisão dividida dos jurados. Confira os destaques:

A guerra de Cigano e Miocic

Na luta principal do UFC no Arizona, Junior Cigano e Stipe Miocic lutavam por um lugar mais alto na divisão dos pesos pesados. Cigano, ex-campeão da divisão, queria reafirmar sua força nos pesados, e Miocic buscava bater o ex-dono da cinta para ter seu lugar ao sol.

O duelo foi parelho. Miocic mostrava certa intenção de repetir a tática de Cain Velasquez, ao bater, encurtar e colar na grade. Algumas tentativas de queda também apareceram nos primeiros assaltos. Por´me, com o afiado boxe de sempre, Cigano controlada a distância, tomava certos sufocos, mas sempre respondia. Até um knockdown apareceu no meio do chumbo cruzado, mas Junior dos Santos não conseguiu liquidar a fatura, pois Stipe recuperou rápido.

Em resumo, após cinco assaltos de uma verdadeira guerra, com sopapos voando de lá para cá e daqui para lá, até o quarto assalto parecia tudo empatado, com o quinto para definir. Cansados e ao mesmo tempo com fôlego para pontuais explosões, Cigano e Stipe fizeram dos 25 minutos de luta um duelo digno de ficar para a história.

Na decisão dos jurados, vitória unânime para o brasileiro bom de boxe e bom de queixo.

O baile de Rafael dos Anjos sobre Nate Diaz

Rafael foi superior nos três assaltos do duelo contra Nate Diaz. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Rafael foi superior nos três assaltos do duelo contra Nate Diaz. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

No co-evento principal da noite, Rafael dos Anjos encarou Nate Diaz de olho no cinturão peso leve do UFC. Dos Anjos tinha na vitória a chance de desafiar o campeão Anthony Pettis. Nate não tinha muito a ganhar ou perder, havia faltado o treino aberto e não bateu o peso. Era colocar uma prata no bolso e sair, mas no UFC, para receber tem que lutar.

No combate, Rafael acelerou do início ao fim. Nate tentava acertar o brasileiro com seu boxe nada ortodoxo, mas Rafael parecia uma máquina. Aplicava socos e chutava forte nas pernas, enquanto Nate recuava, tentava o contragolpe no boxe e deixava evidente os danos das pernadas de Rafael.

O duelo ficou neste patamar do início ao fim, com domínio total do brasileiro na parte em pé, sem contar as transições do Jiu-Jitsu com passagens de guarda e até uma montada. No fim das contas, vitória na decisão unânime dos jurados para Dos Anjos, que agora, segundo Dana White, está como próximo da fila para batalhar pelo cinturão de Pettis.

Napão é surpreendido na trocação

No primeiro combate do card principal, Matt Mitrione enfrentou o brasileiro Gabriel Napão na divisão de pesos pesados do UFC.

Favorito no combate, Napão, faixa-preta de Jiu-Jitsu, mostrou sua conhecida confiança na trocação. Mas, num feliz golpe de Mitrione, Gabriel caiu tonteado e recebeu uma chuva de golpes.

Mitrione achou que Herb Dean iria interromper o combate e saiu de perto, mas a luta seguia. Napão começou a levantar e levou mais um duro golpe, e o árbitro encerrou o combate no primeiro assalto. Nocaute técnico para Mitrione

Claudinha é superada em controversa decisão dividida

Na última luta do card preliminar, Claudinha Gadelha encarou Joanna Jedrzejczyk na divisão peso-palha do UFC.

O combate foi ditado pela potência de Joanna na trocação e as quedas com força e técnica de Claudinha. Joanna conseguiu ótimo knockdown no fim do primeiro assalto, mas Claudinha respondeu ao caminhar para frente, aceitar a trocação e derrubar inúmeras vezes, apesar de Joanna não se manter no solo, ao escapar o quadril e se arrastar até a grade para levantar.

Após três assaltos, Joanna Jedrzejczyk saiu com a vitória na decisão dividida bastante contestada nas redes sociais.

Confira os resultados completos:

UFC: Cigano x Miocic
Phoenix, Arizona, EUA
13 de dezembro de 2014

Junior Cigano venceu Stipe Miocic na decisão unânime dos jurados
Rafael dos Anjos venceu Nate Diaz na decisão unânime dos jurados
Alistair Overeem nocauteou Stefan Struve aos 4min13s do R1
Matt Mitrione venceu Gabriel Napão por nocaute técnico a 1min59s do R1

Card preliminar

Joanna Jedzejczyk venceu Claudia Gadelha na decisão dividida dos jurados
John Moraga finalizou Willie Gates no mata-leão aos 4min06s do R3
Ben Saunders venceu Joe Riggs por submissão (lesão) aos 57s do R1
Drew Dober finalizou Jamie Varner no mata-leão a 1min52s do R1
Bryan Barbarena venceu Joe Ellenberger por nocaute técnico aos 3min24s do R3
David Michaud venceu Garrett Whiteley na decisão unânime dos jurados
Henry Cejudo venceu Dustin Kimura na decisão unânime dos jurados
Ian Entwistle finalizou Anthony Birchak na chave de calcanhar a 1min40s do R1

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Marcos Pappalardo at 2:39 pm

    Infelizmente o Cigano não convenceu. Está lento e muito receoso da trocação. Tem que se posicionar na luta… se é trocador não pode fugir da luta, Guarda baixa, fugindo sem ténica, olhando para o chão a todo momento como se tivesse perdido algo Está ficando com o mesma deficiência de Lyoto, que foge a luta toda e espera decidir a luta num golpe. Enfrentou um adversário lento e cansado e mesmo assim passou por maus momentos. Acho que um empate seria mais justo. Não vislumbro ninguém no momento que possa vencer Cain. Acho que o grande problema dos lutadores que conseguem uma projeção nas competições é ficar com medo de se expor e tentar ganhar na regra…. Vamos aos próximos capítulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *