Do Bronx lamenta duelo adiado com Lentz e promete lutão com Stephens no UFC

Share it

Do Bronx após sua vitória sobre Andy Ogle no UFC. Foto: Willian Lucas/InovaFoto

Do Bronx após sua vitória sobre Andy Ogle no UFC. Foto: Willian Lucas/InovaFoto

Por não conseguir realizar a sonhada revanche contra Nik Lentz, no UFC Fight Night 50, em setembro, Charles do Bronx passou por alguns momentos desagradáveis. O paulista ouviu e leu alguns comentários a respeito do veto médico que o tirou da luta e ficou triste por isso. Confirmado para enfrentar o norte-americano Jeremy Stephens, no TUF 20 Finale, dia 12 de dezembro, em Las Vegas, nos Estados Unidos, o lutador vê a oportunidade como ideal para impressionar o público e cessar qualquer dúvida sobre sua capacidade de almejar um lugar no topo da categoria peso-pena.

Quando confirmado o confronto diante de Nik Lentz, um pedido do próprio brasileiro, os fãs do faixa preta de Jiu-Jitsu ficaram animados e esperançosos. Afinal, Do Bronx aparecia na 14ª colocação do ranking dos pesos-penas do UFC, quatro abaixo do rival. Para apimentar ainda mais, o embate estava cercado de expectativa, devido ao “No Constest” ocorrido no primeiro duelo, em 2011. Porém, uma virose acabou tirando Charles do card, gerando os comentários desagradáveis a seu respeito.

“Muita gente falou demais. Acredito que isso me deixou mais chateado do que não lutar mesmo. Ninguém mais do que minha família, amigos e companheiros de treino, sabiam o quanto queria essa luta. Infelizmente a luta não ocorreu, fui ao meu limite de saúde, mas os médicos não deixaram lutar. Chorei até”, relembra o lutador, garantindo que acumulou forças para o confronto de agora:

“Vou fazer minha atuação mais brilhante. Estou confiante demais. Quero impressionar a todos e não deixar dúvidas a respeito do meu talento. Respeito o Stephens, trata-se de um grande lutador, mas sei que posso vencer e convencer. Estou mais preparado e concentrado do que nunca. Deus me deu essa oportunidade e não vou desperdiçar”.

Na organização desde 2010, Charles do Bronx, com apenas 26 anos, já esteve no octógono em 11 oportunidades, conquistando seis vitórias e quatro derrotas, além do ‘No Constest’. No cartel, o paulista do Guarujá tem 18 vitórias e quatro derrotas. O rival já lutou pela franquia 18 vezes, saiu vencedor em 10 e sofreu o revés em 8, ostentando um cartel de 23-10, aos 28 anos. No último confronto foi derrotado por Cub Swanson, enquanto Do Bronx finalizou Hatsu Hioki, coincidentemente no mesmo dia, 28 de junho, porém com lutas nos Estados Unidos e na Nova Zelândia, respectivamente.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.