UFC Rio: José Aldo vence guerra contra Chad Mendes no Maracanãzinho

Share it
Aldo chuta forte, vai pra cima e vence Mendes na decisão. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Aldo chuta forte, vai pra cima e vence Mendes na decisão. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Uma batalha épica foi travado no cage montado no ginásio do Maracanãzinho, nesse sábado, dia 26 de outubro. Em 25 minutos alucinantes, José Aldo mostrou sua força e venceu Chad Mendes para garantir o cinturão peso-pena do UFC em sua posse.

Na luta co-principal, Glover Teixeira sucumbiu à estratégia ferrenha de Phil Davis e levou a pior após três assaltos, com Davis vitorioso na decisão dos jurados. Confira os destaques:

Aldo vence e Maranãzinho vem a baixo

No duelo mais aguardado da noite, José Aldo entrou alimentado pela rivalidade entre Nova União e Team Alpha Male para encarar o embalado Chad Mendes. Após meses de provocação, picuinhas e bastidores de pura disputa, era chegada a hora dos pesos-penas chegarem às vias de fato.

O primeiro round deixou todos no ginásio sem palavras. Apenas gritos ecoavam pelo Maracanãzinho. José Aldo e Chad Mendes em duelo firme de socos. Chad encurtava para evitar os chutes, mas o brasileiro mostrou mão dura, inclusive ao aplicar dois knockdowns secos.

Os demais assaltos foram definidos em gás e movimentação. Com momentos de ápice e lutadores sacolejados, o combate se estendeu aos cinco assaltos e foi para as mãos dos jurados. O resultado foi favorável para o brasileiro, na decisão unânime.

Glover sucumbe a Davis

 

Davis consegue controlar Glover e sair com a vitória. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Davis consegue controlar Glover e sair com a vitória. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Pela quinta vez, Phil Davis mostrou sua estrela contra os brasileiros. Glover Teixeira ficou frente a frente com o wrestler americano na co-luta principal do evento, em duelo válido na divisão de meio-pesados.

Glover começou bem, defendeu as investidas de Davis para quedar e trabalhou o boxe, caçando o americano. Porém, no decorrer do combate, Davis ganhou confiança e conseguiu aplicar seu jogo truncado para subir no combate. Ajudado pelas tentativas de guilhotina de Glover, que acabavam com o brasileiro de costas no solo, Davis conseguiu estabilizar, golpear e garantir três assaltos em sem favor, para vencer. Após a luta, um pedido de Davis: “Só tem um brasileiro que eu gostaria de enfrentar, este alguém é Anderson Silva”, disse o americano.

Outros destaques ficaram para os representantes do Jiu-Jitsu no card, com o armlock de Gilbert Durinho sobre Christo Giagos, o mata-leão de Yan Cabral em Naoyuki Kotani, e o katagatame de Wilson Reis sobre Scott Jorgensen.

Gilbert Durinho puxa o braço e finaliza Giagos no primeiro round. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Gilbert Durinho puxa o braço e finaliza Giagos no primeiro round. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Confira abaixo os resultados completos:

UFC 179: Aldo x Mendes
Ginásio do Maracanãzinho, Rio de Janeiro
25 de outubro de 2014

José Aldo venceu Chad Mendes na decisão unânime dos jurados
Phil Davis venceu Glover Teixeira na decisão unânime dos jurados
Fábio Maldonado venceu Hans Stringer por nocaute técnico aos 4min06s do R2
Darren Elkins venceu Lucas Mineiro na decisão dividida dos jurados
Beneil Dariush venceu Diego Ferreira na decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Neil Magny venceu Willian Patolino por nocaute técnico aos 2min40s do R3
Yan Cabral finalizou Naoyuki Kotani no mata-leão aos 3min06s do R1
Wilson Reis finalizou Scott Jorgensen no katagatame aos 3min28s do R1
Andre Fili venceu Felipe Sertanejo na decisão unânime dos jurados
Gilbert Durinho finalizou Christo Giagos no armlock aos 4min57s do R1
Tony Martin finalizou Fabrício Morango na kimura aos 4min16s do R1

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *