O professor de Jiu-Jitsu é um professor diferente

Share it
"A faixa-preta é a hora de colher os frutos de um trabalho bem feito ao longo de uma vida", diz Marcio Feitosa, professor da Gracie Barra. Foto: Gustavo Aragão

“A faixa-preta é a hora de colher os frutos de um trabalho bem feito ao longo de uma vida”, diz Marcio Feitosa, professor da Gracie Barra. Foto: Gustavo Aragão

O dia 15 de outubro é o dia do professor. Diversas homenagens são dirigidas aos mestres que fazem o conhecimento se espalhar pelo mundo. Porém, a nossa homenagem será levemente diferente.

Nosso professor é peculiar. Não foi formado após pilhas e pilhas de livros e noites em claro estudando cálculos ou escrita. Nosso professor foi forjado de kimono, faixa na cintura e muita conversa antes e depois dos treinos. Só com muito suor, de fato, se faz um faixa-preta de Jiu-Jitsu.

Uma faixa-preta na cintura fala muito mais do caráter da pessoa do que sobre sua técnica. Um faixa-preta de verdade leva consigo, além dos golpes e truques da arte suave, a filosofia do Jiu-Jitsu, mais importante do que qualquer raspagem ou finalização. Você, praticante de Jiu-Jitsu, já deve ter passado por uma situação difícil na sua vida, e ter buscado no seu professor, mesmo que sem querer, um conforto, uma palavra amiga. E este o que faz? Busca lá no fundo da filosofia da arte uma maneira de desembaralhar seu problema.

É que essa ajuda não é tão difícil para este nosso professor. Ele passou anos aprendendo a desatar nós com o Jiu-Jitsu, inventando defesas pros golpes mais cabeludos. Resolver um problema? Mole, basta concentrar-se nisso e atacar. Sair de um justo triângulo quando o fôlego está acabando, por vezes, é algo bem mais complicado.

A filosofia do Jiu-Jitsu é algo valioso, passado de professor para aluno. Faça da sua academia sua segunda sala de aula, procure aprender mais da sabedoria do Jiu-Jitsu. Você se tornará um melhor atleta, melhor pessoa e, no futuro, mais um professor completo.

Parabéns aos professores, instrutores e futuros mestres do Jiu-Jitsu, que sempre ajudaram a fazer uma GRACIEMAG melhor!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *