Luiz Panza explica mudança para equipe Checkmat

Share it
Luiz Panza ataca o braço de Bê Faria na final do Pan. Foto:GRACIEMAG

Luiz Panza ataca o braço de Bê Faria na final do Pan. Foto:GRACIEMAG

Campeão do Pan da IBJJF em 2014, o faixa-preta de Jiu-Jitsu Luiz Panza vai treinar agora na escola Checkmat. O superpesado, aluno de Marcos Barbosinha, explicou suas razões, em declaração ao GRACIEMAG.com.

“Muitas vezes temos de encerrar um ciclo de nossas vidas para iniciar uma nova jornada, por mais difícil que seja, e irmos em busca da realização de nossos sonhos. Precisamos tomar atitudes com uma série de obstáculos que só nós mesmos enfrentamos, como por exemplo, ficar longe dos familiares e dos grandes amigos, que sempre me acompanharam e contribuíram para o meu progresso”.

“Desde o momento em que decidi viver do Jiu-Jitsu venho me dedicando 100% nos treinos, pois meus sonhos estão ligados a poder viver tranquilamente. Não me refiro a luxo, quero poder oferecer um futuro digno para a família que quero formar. No Brasil, por uma série de fatores, infelizmente os atletas não recebem o devido valor e respeito que merecem. Acompanhamos muitos talentos, em diversas modalidades, não apenas no Jiu-Jitsu, que são obrigados a desistir de seus sonhos por falta de incentivo e dificuldades financeiras”.

“Por esses motivos sempre tive conversas francas com o professor Barbosa, o qual sempre mostrou ser um profissional exemplar, me apoiando, e me orientando quando falava do meu desejo de morar fora do Brasil. Ele sempre buscou minha evolução e sempre que segui suas orientações, tudo deu certo para mim. Confesso que ficar longe do Barbosa é muito difícil, pois não somos só mestre e discípulo, somos amigos e por muitas vezes até pai e filho. É uma pessoa que admiro e respeito muito, e independente de onde eu estiver, ele sempre estará inspirando as minhas atitudes, como pessoa e profissional”.

“Agradeço muito a todos os meus amigos, os verdadeiros, que sempre me acolheram, que vão torcer pelo meu melhor, onde quer que eu esteja. Infelizmente tive de agir com muita frieza, deixar o lado afetivo, para ter forças para vir atrás dos meus objetivos. Justamente por eu sempre ter visado à minha evolução como atleta que resolvi mudar de país, onde fui extremamente bem recebido pelo Leozinho Vieira, Marcus Buchecha, Lucas Leite, João Assis e todos os outros companheiros dessa equipe. Vim mostrar meu comprometimento e dar o meu melhor, sempre”.

“Concluo que nunca deixei, nem deixarei ninguém de lado, e quem realmente conhece a minha verdade e o meu caráter, vai vibrar pelo meu sucesso. Todas as pessoas e amigos sinceros que me acompanharam e me conheceram como pessoa e como profissional, das quais conversei, me orientaram a fazer o que me propus, me sinalizaram as dificuldades que possam surgir. Meu desejo, um dia, é poder ter todos ao meu lado perto ou longe dos tatames, pois todos tiveram participação e importância na minha vida.

Luiz Panza”.

Ler matéria completa Read more
There are 6 comments for this article
  1. Rafael Marangoni at 5:02 am

    "No Brasil, por uma série de fatores, infelizmente os atletas não recebem o devido valor e respeito que merecem. Acompanhamos muitos talentos, em diversas modalidades, não apenas no Jiu-Jitsu, que são obrigados a desistir de seus sonhos por falta de incentivo e dificuldades financeiras"

    Triste realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *