A voz do mestre: a aula de sangue nos olhos de Wallid Ismail

Share it
Wallid após vitória no Japão. Foto: Susumu Nagao.

Wallid após vitória no Japão. Foto: Susumu Nagao.

GRACIEMAG possui em seus arquivos inúmeras dicas valiosas para fazer o seu treino de Jiu-Jitsu ainda melhor. Em ritmo de comemoração aos 20 anos do primeiro trabalho editorial da sua revista de Jiu-Jitsu, começa hoje a coluna “A voz do mestre”, com conselhos de quem fez história na arte.

No nosso primeiro apanhado, revisitamos a edição comemorativa de número #200 de GRACIEMAG, com a aula de sangue nos olhos de Wallid Ismail.

Sinônimo de Jiu-Jitsu nos anos 90, Wallid era conhecido por seu estilo agressivo e sua pressão nos tatames. Com características muito próprias, dentro e fora dos combates, o faixa-preta de Carlson Gracie tornou-se um ícone do nosso esporte.

Confira abaixo cinco dicas de Wallid para fazer do seu jogo por cima um verdadeiro rolo compressor:

Persevere nos treinos

“Tive de treinar muito e ter muita raça, porque nunca fui muito habilidoso. Eu ganhava na disposição. Agora, ninguém treinava mais do que eu – e olha que na academia Carlson Gracie tinha muitos atletas duros.”

Transforme desvantagens em vantagens

“Como eu tinha perna curta, e não era flexível, eu jogava na pressão, na raça, e passava a guarda de todo mundo. Nunca me senti confortável fazendo guarda, então eu me adaptei. Ganhava as lutas passando. Já se eu precisasse jogar de guardeiro, eu virava de quatro apoios e rolava para levar o oponente para baixo; assim eu podia continuar no ritmo de passador. ”

Não descanse por cima

“Minha receita era não parar nenhum segundo: corria para um lado e para o outro, fazia pressão, jogava as pernas do oponente para os lados. Eu tinha que passar porque não era bom de guarda. Era um ritmo frenético. O passador não pode parar.”

Controle a alimentação

“Há 30 anos vivo na dieta. E na minha época de lutador eu competia muito pesado, então sempre gostei de trabalhar com proteína. Fui um dos primeiros atletas no Brasil a fazer alimentação ortomolecular. Sempre gostei de suplementação.”

Dedicação em tudo

“Dediquem-se até o limite, mas tome cuidado com o overtraining. O treino é o segredo do campeão. Treino e dedicação. Devo meu sucesso no Jiu-Jitsu ao meu ímpeto de treinar cada vez mais. Sou a prova viva de que força de vontade supera habilidade. O único problema é pegar alguém com habilidade e força de vontade. Mas no fim a garra sempre vai superar a habilidade.”

E você, leitor, o que achou da nossa lista? De qual o mestre você gostaria de receber dicas para seus treinos? Comente conosco!

banner_rodape_site_kimono_preto

Ler matéria completa Read more
There are 7 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *