Faixa-preta de Jiu-Jitsu, Soluço busca vitória no Jungle de olho no UFC

Share it
fernando-soluço-jungle

Fernando Soluço (de azul) encara Douglas “El Loco” Bertazini antes do co-evento principal do Jungle. Foto: Carlos Arthur/GRACIEMAG

Professor de Jiu-Jitsu responsável pela expansão da arte suave no Equador, nosso GMA Fernando Soluço faz um importante debute no Jungle Fight 73, que rola hoje, dia 6 de setembro, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Experiente no MMA, com mais de 20 lutas, Soluço faz seu primeiro combate no Brasil, já de olho na expansão latina do UFC.

Natural de São Paulo, Fernando (16v, 4d, 1e) fez sua carreira como professor e criou raízes no Equador, pais no qual se nacionalizou. Após realizar suas lutas de MMA na parte latina da América, com o intuito de divulgar a arte suave naquelas bandas, Soluço parte em busca de maiores voos em sua carreira de luvas.

O faixa-preta de Fábio Gurgel falou das motivações de chegar agora para lutar em um evento brasileiro, e com 34 anos, buscar seu espaço no cenário internacional:

Esse é o momento certo para ir com tudo no MMA. Venho de ótimo retrospecto, com cinco vitórias em seis lutas, com apenas um empate, e com a expansão do UFC na América Latina eu penso que agora é a hora, já que sou nacionalizado equatoriano. Consegui esta luta no Jungle, quero conquistar boas vitórias aqui e seguir para alçadas maiores. É o sonho de todos, não?”, disse Soluço.

Ele faz a antepenúltima luta do evento, contra o brasileiro Douglas Bertazini. Ele projetou seu combate contra o compatriota, e a postas, obviamente, é no seu jogo de finalizações:

“Eu assisti algumas lutas dele, ele vem em uma evolução constante no esporte, é um adversário perigoso. Ele tem um bom Jiu-Jitsu, mas eu tenho que impor o meu jogo de chão, Jiu-Jitsu por Jiu-Jitsu eu acho que eu tenho mais. Na trocação ele é canhoto mas trabalha nas duas bases. Minha trocação está cada vez melhor, mas a intenção é mostrar o meu melhor no Jiu-Jitsu”, concluiu.

Confira o card completo do evento:

Jungle Fight 73
Ginásio do Ibirapuera, São Paulo
6 de setembro de 2014

Maiara Alves (Nocaute Team) x Ericka Almeida (Herman Gutierrez) – Cin?turão Feminino – Até 52kg
Rene “Soldado” Pessoa (Power Lotus Team) x José Diaz “Suavecito” (Cleber Jiu Jitsu) – até 77kg
Fernando “Soluço” Di Pierro (Alliance/Equador) x Douglas Bertazini “El loco” (Miguel Repanas) – até 84kg
Martin Ottaviano “La Maquina” (Sukata Academy/Argentina) X Charles Leite (Demian Maia Jiu Jitsu) – 93kg
Matheus Mattos “Adamas” (Team Nogueira) x Allan Miguel (Fight Club BFC) – até 61kg
Valdines Silva (Pitbul Brothers) x Allan “Popey”(Ryan Gracie/Polemico) – até 66kg;
Paulo Oliveira “Capoeira” (Orion Fight) x Diego Paiva (Miguel Repanas) – até 57kg
Gregory ” Robocop ” Rodrigues ( XGym )  x Bruno Lopi (011 Team) – até 84 kg

banner_rodape_site_kimono_preto

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *