Campeão de Jiu-Jitsu, Carlos Diego analisa perigos antes do UFC 177

Share it
Carlos Diego, faixa-preta de Jiu-Jitsu, comemora vitória no UFC. Foto: Ed Mulholland/Zuffa LLC/Zuffa LLC

Carlos Diego, faixa-preta de Jiu-Jitsu, comemora vitória no UFC. Foto: Ed Mulholland/Zuffa LLC/Zuffa LLC

Neste sábado, o octógono aporta em Sacramento, na Califórnia, e o ginásio Sleep Train será o palco do UFC 177, que terá como luta principal TJ Dillashaw defendo o cinturão dos galos pela primeira vez contra Joe Soto, substituto de Renan Barão, que passou mal antes da pesagem.

Faixa-preta de Jiu-Jitsu do time da Atos, Carlos Diego vai fazer sua segunda participação no evento de Dana White, após estreia de gala contra Colton Smith em junho. Carlos vai encarar o wrestler Ramsey Nijem (9v, 4d), que vem de duas vitórias seguidas no Ultimate.

Em conversa com GRACIEMAG, o manauara analisou os perigos que Ramsey oferece, falou dos treinos de muay thai e analisou a divisão dos leves, dominada hoje por Anthony Pettis. Confira!

GRACIEMAG: Carlos, o que você mudou para fazer sua segunda luta no maior palco do MMA?

CARLOS DIEGO: O Carlos do Jiu-Jitsu é diferente do Carlos do MMA. No MMA são só cinco minutos de luta e tem muito mais ação, a minha atenção fica redobrada. Eu sempre absorvo lições das lutas que faço. Na minha primeira luta no Ultimate contra Colton Smith, eu tive de agir antes de pensar. Colton me deu as costas, lacei o pescoço e finalizei. O Jiu-Jitsu estava no modo automático. Graças a Deus bati o peso ontem e estou aguardando a hora da luta aqui em Sacramento.

Seu oponente será o Ramsey Nijem, que vem de duas vitórias seguidas. Que perigos ele pode oferecer?

Nossa, vi o jogo dele! Ramsey é muito forte e tem um boxe bom, além da parte de chão que faz muito bem. É um forte wrestler, tenho de ficar de olho nessa técnica dele na hora da luta. Sou faixa-preta de Jiu-Jitsu mas gosto de treinar minha parte em pé aliando o muay thai. Estou ficando melhor a cada dia que treino com meu time. Ele vem de boas vitórias no UFC contra Justin Edwards e Beneil Dariush, mas eu trabalhei em cima disso tudo para ficar bem melhor do que em minha última apresentação.

Que análise você faz da divisão dos leves, que tem Anthony Pettis como atual campeão?

Não sei o que posso dizer sobre esta categoria, só sei que vim para ficar aqui e vou ficar. Todos os lutadores têm o mesmo sonho de colocar o cinturão na cintura, mas agora eu só quero caminhar, fazer mais lutas, e um dia chegar a uma disputa de cinturão. Vou alcançar meus sonhos!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *