Formiga espera voltar ao top 5 com vitória no UFC deste sábado

Share it

O mata-leão de Jussier Formiga em sua mais recente vitória no UFC. Foto: Divulgação

O mata-leão de Jussier Formiga em sua mais recente vitória no UFC. Foto: Divulgação

Pessoas que almejam atingir o ápice de sua carreira profissional podem ter em desportistas um grande exemplo. No UFC, um deles certamente é Jussier Formiga, atleta natural de Natal que, neste sábado, dia 16 de julho, enfrenta Zach Makovsky, pela categoria peso-mosca (até 57,1kg). Formiga busca sua terceira vitória na maior organização de MMA do mundo, e a primeira em território norte-americano, como celebração à volta por cima na vida e estar novamente entre os tops da categoria.

Hoje com 29 anos, Formiga apareceu para o MMA mundial em 2010, quando conquistou o cinturão sul-americano do Shooto e foi contratado pelo Tachi Palace, grande evento da época para pesos mosca. Em 2012, foi contratado pelo UFC, mas acabou derrotado duas vezes em suas três primeiras lutas, para John Dodson e Joseph Benavidez, números 1 e 2 da categoria respectivamente. Nesses momentos difíceis, se apegou à difícil história de vida para dar a volta por cima. Neste sábado, pode engatar a segunda vitória consecutiva no Ultimate.

“Antes de lutar, até no começo da carreira, trabalhava para me manter e tentava treinar. Fiz mil e uma coisas em Natal. Já fui garçom, motoboy, office boy… Trabalhei no hospital do câncer Varela Santiago, como servente. Nunca nada foi fácil, mas não desisti”, lembra o lutador, que teve que escolher o caminho a seguir, dois anos antes de chegar ao UFC: “Em 2010, tive que optar se trabalhava ou treinava em tempo integral. Escolhi treinar e deixei o trabalho de lado. Graças a Deus deu certo e hoje essas dificuldades me inspiram para chegar ao cinturão um dia. Por isso, nunca me abalei com as derrotas”.

A persistência do lutador acabou sendo premiada na escalada no UFC. Formiga ainda mostrou seu talento ao bater, por decisão unânime dos juízes, Chris Cariaso, em maio de 2013, e finalizar Scott Jorgensen, em março deste ano. Agora, contra Makovsky, o foco é voltar a figurar no top 5 da divisão e retornar ao Brasil com sua primeira vitória na organização fora do país. “Venho de uma boa vitória, então acredito que vencendo novamente, posso chegar de novo no top 5 da divisão. Além disso, seria gratificante vencer a primeira longe do Brasil”, confia, o lutador que hoje aparece em sexto no ranking.

Makovsky conta com um cartel de 18 vitórias, quatro derrotas e possui duas vitórias em duas lutas no Ultimate. Antes disso, o norte-americano teve passagens por outros grandes eventos, como o Bellator, no qual foi derrotado pelo companheiro de treinos de Formiga e campeão peso-galo da organização, Eduardo Dantas. E os conselhos de Dudu já ajudaram Formiga a conhecer melhor seu oponente.

“Peguei uns conselhos com o Dudu para ajudar no camp que fiz aqui no Rio de Janeiro. O trabalho foi forte e estou confiante para esta luta. Temos um cartel parecido, sei que vai ser um adversário duro, mas se impuser meu jogo, acredito que posso sair vitorioso”, garante Jussier, que viajou para os Estados Unidos na última segunda-feira, acompanhado de Jair Lourenço, líder da Kimura Nova União e seu mentor de longa data.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Koral_banner_site_rodape

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *