Xeque dos Emirados ganha faixa-preta no pódio do Internacional de Masters, no Rio

Share it
Rafael Haubert, juntamente com Zé Mario Sperry e Davi Ramos graduaram o xeque.

Rafael Haubert, Zé Mario Sperry e Davi Ramos graduaram o xeque.

Os Emirados Árabes acabam de ganhar mais um faixa-preta nascido em sua terra. No último sábado, dia 2 de agosto, um personagem chamou a a tenção no Internacional de Masters, que ocorreu juntamente do Rio Open de Jiu-Jitsu, no Tijuca Tênis Clube.

O faixa-marrom da divisão master 3 pesado que todos queriam assistir era Tariq Bin Faisal, xeque de Sharjah. O nobre, que já foi campeão Europeu na marrom e gosta de viajar o mundo para lutar Jiu-Jitsu, caiu dentro da competição.

“Eu já vim para o Brasil algumas vezes, mas esta é a primeira vez que eu consigo competir no Tijuca Tênis Clube. Foi muito especial para mim.”, disse Faisal com exclusividade ao GRACIEMAG.com.

Apenas duas lutas o separavam da medalha dourada. Na primeira, Tariq puxou para guarda, raspou e pegou o oponente no triângulo da montada.

“Aquele golpe é o meu trunfo nos torneios. Eu treino bastante e gosto de fazer. Ele flui naturalmente.”

Porém, na final que valia a medalha de ouro, Tariq aplicou a mesma puxada e foi contido pelo oponente, que o manteve por baixo durante toda a luta e venceu nas vantagem. Tentamos falar com o Xeque logo após o combate, mas este havia ficado desapontado com o resultado.

No pódio, ele recebeu a medalha com pouca comemoração, mas a surpresa veio logo em seguida: Seu professor, Rafael Haubert, juntamente com Zé Mario Sperry e Davi Ramos, estregaram ao nobre a faixa-preta de Jiu-Jitsu. Ele comentou a condecoração.

“Eu não esperava. Eu vi eles chegando com a faixa e o meu professor amarrou na minha cintura. Eles disseram que é uma tradição aqui no Brasil. Fiquei muito feliz. Agora eu entro em outra fase como competidor. Novos desafios, novos adversários, minhas reações no tatame vão ter que ser mais rápidas. Estou ansioso”, disse o valente competidor.

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *