Ex-UFC e irmão de atleta do Ultimate se enfrentam no WOCS 35

Share it

Luis Beição fez duas lutas no Ultimate. Foto: Nick Laham/Zuffa LsLC via Getty Image

Luis Beição fez duas lutas no Ultimate. Foto: Nick Laham/Zuffa LsLC via Getty Image

A principal luta da 35ª edição do Wocs (Watch Out Combat Show) está cercada por expectativas. Nela, Luis Beição e Gugu Besouro se encaram pelo título dos meio-médios (até 77,5kg), no Oásis Clube, na Barra da Tijuca, Zone Oeste do Rio de Janeiro, na noite deste sábado, dia 14 de junho. Apesar da expectativa ser por um combate explosivo, fora do cage, os atletas demonstram um grande respeito entre si. O Esporte Interativo transmite ao vivo o card completo do show para todo o país, a partir 21h.

Atleta da Nova União, Luis Beição conquistou o cinturão da categoria do Wocs em abril de 2011, após faturar um GP de duas lutas na mesma noite. Depois disso, defendeu o título contra Dimitri Burgo, mas foi forçado a deixar o posto de campeão após assinar contrato com o UFC, em agosto daquele ano.

Antes disso, porém, em setembro de 2007, Beição mediu forças com Luiz Besouro, irmão mais velho de Gugu, seu próximo oponente, mas foi derrotado por decisão unânime. “Sei o quanto esses irmãos são talentosos, tenho um respeito muito grande pelo Gugu. Essa será uma luta muito dura, decidida nos detalhes”, espera o atleta que tem 20 vitórias e oito derrotas no cartel.

Invicto desde que deixou o Ultimate, com uma vitória e um empate, Beição confia em seus treinamentos na Nova União para vencer. “Fiz muito bem meu camp, contei com a ajuda dos principais lutadores do mundo, como o José Aldo, por exemplo. Isso me dá uma confiança extra na hora da luta, me empurra ainda mais para a vitória”.

Com um cartel perfeito de cinco lutas e cinco vitórias, Gugu Besouro luta pela segunda vez na carreira pelo Wocs. Após vitória sobre Sérgio Souza, na edição 25, em abril do ano passado, o atleta da RFT agora entra no cage para gravar de vez seu nome na história do show. E assim como o adversário, o lutador de 29 anos mostra pés no chão. Contudo, lembra que a vitória será fundamental para sua evolução na carreira.

“Vencendo essa luta, será a maior vitória da minha carreira até agora. A cada luta que passa vai ficando mais difícil e todas se tornam importantes. O Beição é um cara top, é experiente, além de ser um cara muito talentoso. Vai ser uma luta muito difícil, mas sei que tenho armas para conseguir sair vitorioso e alçar voos mais altos na carreira”, garante Gugu.

Ciente do tamanho do desafio que terá pela frente, o pupilo de Marcio Cromado garante estar pronto para enfrentar Beição em todas as áreas de uma luta de MMA. “Meu adversário é um cara completo, então tenho que estar ponto para vencer na trocação, no chão, nas quedas, em tudo. Meu trabalho está sendo bem feito, e essa vitória vai coroar isso”.

Além da disputa pelo cinturão, o Wocs 35 ainda traz em destaque os duelos entre Luiz Henrique “KLB” e Leandro da Silva Fernandes, válido pelos meio-pesados (até 93,4kg), e o embate entre Felipe Avelar e Daniel Oliveira, médios (até 84,3kg).

Sobre o Wocs

O Watch Out Combat Show (WOCS) é um evento de MMA nacional criado há seis anos, com 34 edições já realizadas, a primeira delas em maio de 2008. Fundado pelo campeão mundial de jiu-jitsu Otávio “Tatá” Duarte e pelo mestre de muay thai Phillip Lima, o evento nasceu no Rio de Janeiro e já visitou praças como Gramado (RS), Montes Claros (MG) e Itajaí (SC). O Wocs já fez parte da carreira de atletas hoje no UFC como Renan Barão, Thiago Marreta, Luiz Besouro e William Patolino e, desde 2014, é transmitido pela TV Esporte Interativo para todo o Brasil.

Wocs 35

Data: Sábado, 14 de junho de 2014
Horário: 21h – Ao vivo no Esporte Interativo
Local: Oásis Clube (Av Prefeito Dulcídio Cardoso 3004 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro)

Até 77,5kg: Luiz Beição (Nova União) x Gustavo “Gugu” Besouro (RFT) – Disputa de cinturão dos meio-médios
Até 93,4kg: Luiz Henrique “KLB” (TFT/Infight) x Leandro da Silva Fernandes (RELMA)
Até 84,3kg: Felipe Avelar (Titi JJ) x Daniel Oliveira (PRVT)
Até 70,7kg: Felipe Nilo (Team Nogueira) x Thiago Paulista (RFT)
Até 61,6kg: Fabio “Larvinha” (TFT) x Lucas Rodrigues (RELMA)
Até 61,6kg: Marcio Moreira (Team Nogueira) x Mauro Pedra (DTM)
Até 57,2kg: Thiago Araújo (TFT/Infight) x Gustavo Fabrício (PRVT)
Até 77,5kg: Elton Batoré (TFT/RJJ) x Gabriel Barreiro (Caverna team)

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *