Junior Assunção vence costarriquenho no XFC, em São Paulo

Share it
Juinor despachou o costa-riquenho na luta principal. Foto: Wayne Camargo/Divulgação

Juinor despachou o costa-riquenho na luta principal. Foto: Wayne Camargo/Divulgação

A quinta edição do XFC no Brasil contou com sete lutas eletrizantes na madrugada deste sábado para domingo. O evento realizado nos estúdios da RedeTV! em Osasco, na Grande São Paulo, consagrou quatro campeões.

O maior destaque ocorreu na luta principal entre o costarriquenho Alejandro ‘Mandarina’ Solano e Junior Assunção. O brasileiro dominou o combate e venceu por decisão unânime.

Antes, o também costarriquenho Alejandro Villalobos finalizou o brasileiro Felipe Douglas no terceiro round e conquistou o título do GP peso-pena. Já na abertura do card principal, o brasileiro Natan Schulte venceu o compatriota Glaucio Eliziario por decisão unânime.

A co-evento principal entre Vanessa Guimarães (Brasil) e Gloria Bravo (Chile), que valia o título do GP Peso Palha Feminino, foi adiada. A atleta chilena passou mal e a organização do Xtreme Fighting Championships preferiu preservar a integridade física de Gloria.

ALEJANDRO SOLANO X JUNIOR ASSUNÇÃO

A luta principal do XFCi 5 reuniu Alejandro Solano, da Costa Rica, e o brasileiro Junior Assunção, uma das lendas do MMA. O combate valeu pelo peso-pena.

O primeiro round começou de forma quente, com Junior dando uma joelhada que derrubou o adversário. No chão, Solano foi castigado com socos. O combate foi truncado, com o brasileiro tentando alguns golpes sem sucesso.

O segundo round foi intenso apenas no início, com Junior imobilizando o adversário. O resto do assalto foi arrastado e com pouca ação.

No último round, a luta foi intensa, com o brasileiro novamente tomando a iniciativa, mas Solano se defendia bem.

No final, os jurados, por unanimidade, deram a vitória a Junior Assunção, mais agressivo e intenso durante todo o confronto.

ALEJANDRO VILLALOBOS X FELIPE DOUGLAS

Na segunda luta do card principal do XFCi 5, um duelo entre juventude e experiência. O brasileiro Felipe Douglas, de 21 anos, encarou o costa-riquenho Alejandro Villalobos, de 35. O combate valeu o cinturão do peso-pena.

Villalobos partiu para cima no início do combate e derrubou o anfitrião no chão, mas Douglas (com cabelo moicano com as cores da bandeira brasileira) conseguiu reagir. No final do primeiro assalto, o brasileiro partiu para cima do oponente.

No segundo round, Felipe começou forte e derrubou o adversário no chão. Alejandro escapou, mas parecia sem fôlego. No último assalto, Villalobos deu um potente chute como ‘cartão de visita’. Douglas parecia desconcentrado e foi derrubado pelo oponente. O experiente lutador da Costa Rica, com paciência, aplicou uma chave de pescoço e ficou com o título do peso Pena.

“Minha estratégia era nocauteá-lo, mas o importante foi a vitória. Obrigado gente”, exaltou o costa-riquenho que foi aplaudido pela torcida brasileira.

NATAN SCHULTE X GLAUCIO ELIZIARIO

A luta entre os brasileiros Natan Schulte e Glaucio Eliziario abriu o card principal com muita emoção. Como o combate valia o título do GP Peso Leve (até 70Kg), os lutadores procuraram a trocação durante os três rounds.

No final do primeiro round, Glaucio derrubou Natan, mas não conseguiu muita vantagem. No segundo assalto, Glaucio ‘Salva Mar’ partiu pra cima de Natan ‘Russo’, com socos e chutes. O adversário, porém, soube se defender bem e derrubou Eliziario, distribuindo cotoveladas e socos.

O terceiro round foi o mais equilibrado. Natan começou encurralando o oponente, distribuindo socos e cotoveladas. Mas ‘Salva Mar’ mostrou um fôlego impressionante e tentou atacar, mas no final do combate Natan ainda mostrou força para alguns golpes, o que valeu o título por decisão dos juízes.

“Esta medalha é muito importante para mim. Só Deus sabe o quanto eu batalhei para este título”, disse aos prantos o atleta de 21 anos.

Confira abaixo os resultados oficiais do XFC Brasil 5:

Junior Assunção (Brasil) venceu Alejandro ‘Mandarina’ Solano (Costa Rica) na decisão unânime dos jurados
Alejandro Villalobos (Costa Rica) x Felipe Douglas (Brasil) venceu por finalização no R3
Natan Schulte (Brasil) venceu Glaucio Eliziario (Brasil) por decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Allan Puro Osso (Brasil) venceu Andre ‘Minobroca’ Lourenço (Brasil) por finalização no R1
Alberto Uda (Brasil) venceu Thiago Rela (Brasil) por finalização no R1
Silvana ‘La Malvada’ Juarez (Argentina) venceu Mayerlin ‘La Bonita’ Rivas (Venezuela) por finalização no R3
Cairo Rocha (Brasil) venceu Paulo César dos Santos (Brasil) por finalização no R1

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *