Mundial absoluto: Buchecha é tri absoluto; Bia Mesquita vence Nicolini por 5 a 0

Share it
Buchecha venceu Rodolfo Vieira mais uma vez no Mundial 2014

Buchecha venceu Rodolfo Vieira mais uma vez no Mundial 2014. Foto: Ivan Trindade

A grande final do absoluto masculino deixou a torcida em Long Beach com o coração na boca. Pelo menos até a luta começar.

Com o andar da peleja, Marcus Vinicius “Buchecha” foi suavemente levando a luta para o seu lado. De fato, a tática de Buchecha para a segunda final do absoluto seguida contra Rodolfo Vieira se mostrou tiro-e-queda.

Literalmente. Após cinco minutos trocando em pé, Buchecha agachou-se, deu um tiro e catou a perna do bom judoca Rodolfo. O rolo compressor da GFTeam tentou resistir, mas acabou de costas no tatame azul da IBJJF.

A partir daí, Buchecha manobrou com tranquilidade por cima – chegou à meia-guarda e não foi muito ameaçado. Com os 2 a 0 garantidos no placar, Marcus Vinicius Almeida garantiu seu terceiro ouro no absoluto da faixa-preta em três anos consecutivos – um feito inédito até este dia 1 de junho.

Quem pode parar o popular Buchecha? Saberemos só em 2015.

Por equipes, a Alliance venceu mais uma vez o troféu, com a Atos quase nos seus calcanhares.

Relembre a trajetória de Buchecha e Rodolfo até a final, aqui.

Bia Mesquita x Nicolini no absoluto

Bia Mesquita x Nicolini no absoluto

Bia passa guarda de Nicolini

Com o fim do absoluto feminino faixa-preta, a peso leve Bia Mesquita provou que não batia na trave à toa.

Na final do absoluto faixa-preta, realizada nesse domingo (1h da matina no Brasil), a atleta de Leticia Ribeiro pôs na cabeça, enfim, sua coroa.

A moreninha de Saquarema mostrou um jogo completo – e muito bem ajustado, apesar da severa contusão na coxa que Bia teve no Mundial do ano passado, que obrigou a atleta a ficar parada por meses.

Bia Mesquita e Michelle Nicolini começaram a grande final puxando juntas para a guarda. A vontade de suceder a antiga rainha Gabi Garcia, contundida, era grande, e qualquer erro poderia custar a medalha de ouro. Bia manteve-se por baixo, e raspou Michelle numa variação da guarda-aranha.

Michelle passou a tentar devolver a raspagem com toda sua técnica e astúcia. Mas Bia não caiu no jogo da oponente, equilibrou-se o tempo todo e, no fim, quando Michelle se abriu para tentar o bote final, Bia tirou um legdrag da manga do kimono e passou, no último segundo: 5 a 0. Nova rainha no Jiu-Jitsu.

Ler matéria completa Read more
There are 6 comments for this article
  1. Diego Andrade at 10:32 am

    Ai o Roger vai lutar ano que vem né?Acredito que se o Buchecha bater Rodolfo e Roger num mesmo ano é hora de ele pensar em MMA quem sabe,ele ja ta treinando na AKA e seria muito legal se ele se desse bem no octogono.Parabéns pra o Buchecha e o Rodolfo sempre nas cabeças!!!

  2. Vinicius Ventura at 11:51 am

    Bia Mesquita é disparada a lutadora mais técnica do JJ. Se a diferença de peso não fosse tão absurda a Gabi não teria toda essa hegemonia (sem querer tirar o mérito da supercampeã)!!!! PARABÉNS!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *