Atletas brasileiros do judô e luta olímpica fazem intercâmbio no Japão

Share it
Campeonato de luta olímpica no Brasil: modalidade sonha com mais atletas entre os estudantes e medalhas. Foto: CBLA/Divulgação

Atletas de Luta Olímpica. Foto: CBLA/Divulgação

No campo esportivo, a relação entre Brasil e Japão é antiga. Até 2016, o intercâmbio entre os atletas dos dois países deve se estreitar. Durante o mês de maio, as seleções de judô, lutas associadas e outros esportes tiveram período de treinamento na terra do sol nascente.

Da luta olímpica, oito atletas estão lá desde o dia 8, com retorno ao Brasil previsto para o dia 26 de maio. Eles estão participando de treinamentos no Centro de Nacional de Treinamento, em Tóquio, com vistas ao Campeonato Mundial que será disputado no Uzbequistão, em setembro. É a primeira vez que a delegação brasileira viaja para intercâmbio em território japonês. A ideia é que eles troquem experiências com os japoneses, que sempre estão brigando por medalha. O intercâmbio faz parte da parceria firmada entre a Confederação Brasileira de Lutas Associadas, a CBLA, e a Federação Japonesa da modalidade, uma das potências mundiais no esporte. Neste primeiro momento, o convênio com os japoneses levará os brasileiros três vezes ao ano para treinar no país de Kimura. Em contrapartida, os japoneses virão competir no Brasil.

“Esses dois anos serão de investimentos mais intensos na modalidade. A parceria com o Japão é uma ação com duas características diferentes: alto rendimento e a visão de legado, com a capacitação dos nossos treinadores, que terão a oportunidade de aprender com a melhor escola de treinadores do mundo”, explica o presidente CBLA, Pedro Gama Filho.

O judô também aposta na convivência com os adversários para evoluir. Ao todo, o Brasil levou 12 judocas para treinar todos os dias, em dois períodos, com a seleção nipônica. O foco do treinamento é a preparação para o Campeonato Mundial, em agosto, na Rússia.

Por meio de parceria com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) contratou a treinadora japonesa Yuko Fujii em maio de 2013. No Brasil, Yuko trabalha fundamentos do judô na seleção principal e ainda na prospecção de talentos em cada uma das federações, além de trabalhar com a qualificação dos técnicos brasileiros, especialmente os do judô feminino.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *