Mundial de Jiu-Jitsu: os guerreiros vão à luta

Share it
O jogo vai começar. Quem vai ficar com o trono no dia 1 de junho?

O maior jogo do Jiu-Jitsu já vai começar. Quem vai ficar com o trono no dia 1 de junho? Fotos: Arquivo GRACIEMAG com arte de Henrique Diniz

Era uma vez um campeonato que nasceu acanhado em 1996, restrito a poucos valentes faixas-pretas que arriscavam o pescoço e sua honra no Tijuca Tênis Clube. Eram quase todos de tribos próximas, do mesmo país.

Os anos se passaram, e a pequena disputa tribal virou uma guerra que passou a mobilizar todo planeta. A partir do próximo dia 28 de maio, de fato, reis, príncipes e princesas de dezenas de escuderias internacionais vão mais uma vez digladiar pelo trono do Mundial da IBJJF.

As inscrições continuam até a madrugada de hoje. Já há, no entanto, ao menos 20 campeões e ex-campeões mundiais na briga pelo ouro mais comentado, o da faixa-preta masculino, como por exemplo os honrados Caio Terra, Bruno Malfacine, Guilherme Mendes, Gabriel Moraes, Bernardo Pitel, Mario Reis, Rubens Cobrinha, Rafael Mendes, Lucas Lepri, Celsinho Venicius, Michael Langhi, Otavio Sousa, Leandro Lo, Lucas Leite, Romulo Barral, Bráulio Estima, Tarsis Humphreys, André Galvão, Bernardo Faria, Léo Nogueira, Marcus Buchecha e Rodrigo Cavaca.

Alguns desses guerreiros, claro, vão tentar se utilizar de seus feitiços, enquanto outros hão de se revelar verdadeiros gigantes dentro das áreas de combate. Mas uma pergunta se destaca nesse reino de criações e magias: será lorde Marcus Buchecha, com suas finalizações afiadas como espadas da guarda real, mais uma vez capaz de manter a coroa na cabeça e os quadris devidamente acomodados no Trono de Ferro? Será que guerreiros de outras dinastias conseguirão transpor a grande muralha que o atleta da Checkmat costuma impor aos inimigos e tomar de assalto tão cobiçado território?

É o que vamos saber em breve. Mesmo que nenhum temido dragão como os da série “Game of Thrones” dê as caras na Califórnia, a elite do Jiu-Jitsu competitivo promete incendiar a famosa Pirâmide de Long Beach, onde o Mundial é realizado desde o ano de 2007. Praticantes das mais diversas graduações prometem, mais uma vez, sair à caça de ouro, glórias e, quem sabe, beijos de princesas e festejos à base de açaí.

Então não dê bobeira e inscreva-se neste dia 19, antes que a ampulheta vire e o prazo se encerre. Clique aqui.

E acompanhe todos os capítulos dessa saga pelo GRACIEMAG.com – e também em tempo real pelo nosso Facebook, Twitter e Instagram (@graciemag_br). Nosso noticiário vai buscar ser tão rápido e preciso como as flechas do mais hábil arqueiro dos Sete Reinos. Abaixe o escudo e deixe nossa equipe contar mais essa saga para você. Até lá! Oss!

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. Marcos Lenine at 11:44 am

    Mundial vai ser sinistro! Os Myao vão dar um trabalho, principalmente na categoria dominada por Malfacine e Caio.

    Uma pena Claudio Caloquinha não participar dos leves, campeão brasileiro em 2014…ia deixar o card mais forte ainda!

    Agora…que montagem tosca com Game of Thrones kkkkkkkkkk

  2. Luiz Fernando Oliveira at 2:13 pm

    Leandro Lo está voando, o absoluto vai pegar fogo ! Só acho MUITO injusto o evento não dar se quer um prêmio visto que o evento rende uma enorme arrecadação, ingressos, inscrições, propagandas pay per view. Alguns se defendem dizendo que é o evento mais importante e rende aos atletas seminários e notoriedade, mais já passou da hora da organização dar o devido valor aos atletas.

  3. Allan Nascimento at 2:24 pm

    Carlinhos Gracie e seu egoismo….
    Cara, tu tocou numa situação que precisa realmente mudar, todos sabemos que o investimento para participar de um evento desse é extremamente alto, para pessoa ganhar só uma medalha, você não consegue pagar um camp, uma viagem, um emprestimo pra competir, nada com medalha… Enquanto o jiu-jitsu ficar sobre o monopolio do MAGNATA CARLINHOS GRACIE, os nossos guerreiros vão continuar nas medalhas..

  4. Marcio Matsumoto at 6:18 pm

    Simplesmente vergonhoso a falta de consideração e reconhecimento com os atletas q investem suas vidas… tempo e dinheiro para lutar e não ter nenhum retorno financeiro!!! Muito egoísmo dos Gracies!!! Bastar fazer a conta do valor arrecadado com as inscrições! ! Para onde vai todo esse valor?! Vao tudo para um só lugar… todos sabem… uma pena!! Oss

  5. André Eloy at 4:23 pm

    Nesse caso eu acho que poderia haver uma espécie de eleição na confederação, um dos caras que tem muita vontade de valorizar o esporte e os atletas é Xande Ribeiro, na minha opinião ele seria um ótimo presidente pra confederação. Pena que isso não vai acontecer rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *