Minotouro incentiva projeto que ensina Jiu-Jitsu de graça a crianças

Share it
Minotouro ensina a molecada a montar em Porto Alegre Foto Divulgacao

Minotouro ensinou a molecada a montar em Porto Alegre. Foto: Juliano Araújo/FIJJA/Divulgação

Um convidado de peso inaugurou o projeto Guerreiros do Futuro em Porto Alegre no último sábado, dia 10 de maio. Por iniciativa da FIJJA, federação presidida por Fernando Paradeda, 90 crianças com idade entre 10 e 16 anos de três comunidades da capital passam a receber oficinas gratuitas da arte suave.

Rogério “Minotouro” Nogueira, faixa-preta de Jiu-Jitsu e expoente brasileiro no MMA, foi um dos protagonistas do lançamento e visitou as três estações onde as seções serão desenvolvidas: Aldeia da Fraternidade, no bairro Tristeza, Associação dos Moradores e Amigos da Vila Tronco Neves e Arredores, no bairro Santa Teresa, e Centro Cultural James Kulisz, no bairro Bom Jesus.

“Quando eu tinha 6 anos, a idade de muitos de vocês aqui, via minha mãe levar meu irmão para treinar judô todos os dias. Até que pedi para ir junto. Depois conheci o Jiu-Jitsu e me apaixonei de vez. Hoje olho para trás e são 30 anos de treinamentos. Tenho orgulho de dizer que construí minha vida e conheci vários países através do esporte. Aproveitem essa oportunidade. Vocês vão aprender muito sobre respeito, disciplina, hierarquia, educação. Valores importantes para o resto da vida, independentemente se vão querer ou não seguir a carreira de lutadores”, disse Minotouro, em visita à Aldeia da Fraternidade.

Aos 37 anos, Rogério Minotouro abriu espaço na agenda de treinamentos para visitar as crianças no Rio Grande do Sul. No dia 26 de julho ele vai enfrentar o americano Anthony Johnson em evento do UFC. Quanto tinha 11 anos, o baiano de Vitória da Conquista viu o irmão Rodrigo Minotauro, também astro das lutas, ser atropelado por um caminhão. A superação serviu de exemplo para que nunca desistisse dos sonhos, experiência que foi transmitida diante de olhos impressionados.

“Ajudei a tirar meu irmão debaixo do caminhão, estava quase morto… (Pausa) Quando estou em dificuldade, lembro de tudo que vi o Rodrigo passar e o que ele conseguiu conquistar depois de resistir. Venham treinar todos os dias, tenham compromisso. É assim que começa. E nunca desistam dos objetivos. Não deixem que nada desvie o caminho de vocês. Não existe força maior do que vocês mesmos”, completou o peso meio-pesado do UFC.

A promoção destas ações tem parceria com a Fundação de Assistência Social e Cidadania (FASC) em seus Centros de Referência da Assistência Social (CRAS). Dois kimonos por criança, tatames, máquina de lavar e secar, armários, professores e instrutores completam a estrutura oferecida pelos patrocinadores e apoiadores. Fernando Paradeda vê o Guerreiros do Futuro como um passo importante no processo de inclusão de crianças que vivem em comunidades em condições de vulnerabilidade social.

Minotouro em Porto Alegre Jiu Jitsu de graca para 3 comunidades Foto Juliano Araujo

Minotouro em Porto Alegre: o projeto vai ensinar Jiu-Jitsu de graça para três comunidades. Foto: Juliano Araújo/FIJJA

“O foco é auxiliar na formação de uma sociedade melhor, mais justa, mais solidária. O Jiu-Jitsu ensina valores morais que serão mantidos para sempre. Também fizemos questão de priorizar o estudo. Só pode participar do projeto quem estiver na escola. Queremos resgatar e fortalecer a autoestima dessas crianças para que amanhã elas se tornem adultos corajosos, perseverantes, que trilhem o caminho do bem, mesmo diante de muitas dificuldades”, afirma Paradeda, também faixa-preta.

Moradora do bairro Tristeza, Raquel Garcia Mattos, 25 anos, três filhos e uma sobrinha para cuidar, aprovou o projeto. Ela será responsável por levar o filho para treinar, “assim ele fica menos tempo na rua e aprende coisas boas”. Jorge Lucas, 9 anos, concorda com a mãe e brinca com a primeira experiência: “O Minotouro não conseguiu me tirar de cima dele (risos). Foi muito legal. Vai ter todo dia?”.

Não, Jorge Lucas. Ao menos por enquanto. As oficinas acontecem de segunda à sexta e terão uma hora e meia de duração.

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *